Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Miguel Leal ainda conta com mais "um defesa e um avançado"

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/07/2017 Alcides Freire

O Boavista iniciou esta segunda-feira a preparação para a nova temporada.

O Boavista iniciou esta segunda-feira a sua preparação para a próxima temporada com a ambição de "fazer uma época dentro do que foi a anterior, tentando melhorar ligeiramente", disse o treinador Miguel Leal.

"Queremos fazer uma época tranquila, procurando também valorizar os nossos ativos", resumiu o técnico axadrezado numa breve declaração à comunicação social. Miguel Leal referiu que "há muita juventude e muita esperança":

"Temos muita gente. É preciso fazê-los perceber que isto é uma realidade diferente e verificar também se têm andamento para aguentar o ritmo da I Liga", prosseguiu.

Com nove dos dez reforços confirmados até este momento, a equipa apresentou-se aos adeptos num treino aberto efetuado no Estádio do Bessa e disputou entre si uma peladinha que terminou com um golo para cada lado, por Iván Bulos e Mateus, que chegou do despromovido Arouca.

O avançado panamiano Ricardo Clarke, ex-Zamora, da Venezuela, apresentado hoje como reforço, já esteve presente.

Yusupha Njie, uma das caras novas do Boavista 2017/18, foi o grande ausente, pois, tal como tinha sido anunciado, jogou domingo pela sua equipa, o FUS Rabat, de Marrocos, frente ao Kampala City, do Uganda, para a Taça das Confederações Africanas, partida essa que terminou com o triunfo do conjunto ugandês (3-1).

Internacional pelo seu país, a Gâmbia, Yusupha chega ao Boavista emprestado pelo FUS Rabat.

© Fábio Poço/Global Imagens

Os outros reforços são os guarda-redes Raphael Siegel (ex-West Ham) e Assis (ex-Leixões), os defesas Raphael Rossi (ex-Swindon Town), Stéphane Sparagna (ex-Auxerre) e Vítor Bruno (ex-Feirense), os médios Alex Rodriguez (ex-Wellington Phoenix) e Aymen Tahar (ex-Gaz Metan) e o atacantes Mateus (ex-Arouca) e Ricardo Clarke (ex-Zamora).

Miguel Leal disse que o plantel está quase fechado, mantendo-se a porta aberta para "mais um defesa e um atacante". "Do ponto de vista técnico", o treinador considera haver um salto qualitativo face ao anterior plantel. Também há, segundo observou, "muitas culturas diferentes" e será preciso "dar tempo" para as necessárias adaptações de um grupo com seis reforços sem experiência de I Liga.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon