Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Miguel Nunes é o líder do Rali da Madeira no final do segundo dia

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/08/2017 João Cardoso

Miguel Nunes (Hyundai i20 R5) lidera o Rali da Madeira, após a primeira etapa da sétima prova do Campeonato Nacional, depois de uma animada luta com Alexandre Camacho (Peugeot 208 T16 R5) e o italiano Giandomenico Basso (Hyundai i20 R5).

Após ter sido o mais rápido na superespecial na Avenida do Mar, que abriu o rali na quinta-feira, Basso, que já venceu a prova por quatro vezes, manteve durante a secção da manhã uma liderança repartida com Alexandre Camacho ao dividirem - duas cada - as vitórias nas primeiras quatro Provas Especiais de Classificação (PEC).

Entrou então em cena Miguel Nunes, que foi o mais rápido nas classificativas seguintes, assumindo o comando do rali. O piloto madeirense viria a ser prejudicado na nona especial devido ao despiste de Joaquim Alves (Ford Fiesta R5), que ativou o sistema de SOS e provocou a interrupção da PEC para a entrada dos meios de socorro. Joaquim Alves apresentava queixas lombares e, depois de imobilizado pela equipa médica, foi transportado para o hospital para realizar exames complementares.

A organização cancelou a PEC, acabando por atribuir a Miguel Nunes o tempo do vencedor, o também madeirense Alexandre Camacho, o que lhe permitiu manter a liderança com três segundos de vantagem sobre Basso, à entrada para as duas classificativas noturnas. Em Serragem (8,67 km) Miguel Nunes venceu, mas perdeu tempo para Camacho e Basso em Terras da Luta (8,01 km).

© Fornecido por O jogo

No final do dia, Miguel Nunes segue na frente com 12,1 segundos de vantagem sobre Alexandre Camacho, que subiu ao segundo lugar, relegando Giandomenico Basso para o terceiro posto, a 16,6 segundos do líder.

Nas contas do Campeonato Nacional de ralis, com o líder Pedro Meireles ausente na Madeira, João Barros (Ford Fiesta R5) está mais preocupado com os pontos do que com a luta pela vitória na prova, pelo que adotado um andamento cauteloso, sabendo que pode regressar ao Continente com a liderança do nacional.

Com um sexto lugar na geral, logo atrás de Miguel Campos (Skoda Fabia R5), Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5) parte no sábado em boa posição para somar na Madeira pontos preciosos que lhe permitam entrar na discussão com Meireles e Barros pelo título de pilotos.

O Rali da Madeira termina no sábado com as últimas oito especiais de classificação, com duplas passagens pelos troços de Câmara de Lobos (11,48 km), Ponta do Sol (8,02 km), Ponta da Pargo (13,11 km) e Rosário (11,37 km).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon