Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Miguel Oliveira volta a vencer Grande Prémio de Moto2, agora na Malásia

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/10/2017 Francisco Sebe

Em uma semana, o piloto natural de Almada conquistou duas vitórias na categoria de Moto2, algo inédito para um português.

O português Miguel Oliveira (KTM) venceu este domingo o Grande Prémio da Malásia de Moto2, 17ª e penúltima prova do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade, uma corrida que liderou do princípio ao fim.

O piloto natural de Almada conquistou a segunda vitória consecutiva, depois do triunfo na Austrália, ao cumprir as 19 voltas ao circuito de Sepang em 40.28,955 minutos, a uma média de 156 km/hora, impondo-se ao sul-africano Brad Binder, segundo a 2,387 segundos, e ao italiano Franco Morbidelli (Kalex), terceiro, a 6,878, que celebrou o título mundial.

O italiano, que partiu da pole position, ficou com o caminho facilitado para a conquista do título, devido à desistência do suíço Thomas Luthi (Kalex), na sequência da queda sofrida nos treinos e que provocou a fratura do astrágalo do pé esquerdo.

Miguel Oliveira dominou praticamente toda a prova, estabelecendo ainda o recorde de volta mais rápida em corrida, em 2.06,952 minutos, na oitava volta do Grande Prémio, afetado pela chuva nas últimas quatro voltas.

© EPA/Joe Castro

Após 17 das 18 provas do Mundial, Oliveira, que subiu pela oitava vez ao pódio na categoria - além dos dois triunfos, conta dois segundos lugares e quatro terceiros -, já garantiu o terceiro lugar final, ao somar 216 pontos, mais 26 do que o espanhol Alex Márquez.

O italiano Morbidelli, depois de assegurar o seu primeiro título mundial, vai chegar a Valência, palco da última corrida, em 12 de novembro, com 288 pontos, mais 45 do que o suíço Thomas Luthi (Kalex), que vai terminar o campeonato no segundo lugar.

Em Moto3, o espanhol Joan Mir (Honda), já com o cetro mundial assegurado, venceu a corrida malaia, impondo-se ao seu compatriota Jorge Martin (Honda) e ao italiano Enea Bastianini (Honda), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon