Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Milhares de pessoas esperadas na Festa do Monte, o maior arraial da Madeira

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/08/2017 Administrator

Milhares de pessoas vão cumprir a tradição e convergir hoje e terça-feira para a freguesia do Monte no âmbito das festividades em honra da padroeira da Madeira, a Senhora do Monte, que é também o maior arraial da ilha.

No ano passado, as festas foram canceladas devido aos incêndios que afetaram o Funchal na segunda semana de agosto e provocaram três mortos, um ferido grave, afetaram quase três centenas de residências e provocaram prejuízos materiais avaliados em 157 milhões de euros.

A festa é organizada pela paróquia, a Câmara Municipal do Funchal e a Junta de Freguesia do Monte e conta com a presença de milhares de residentes oriundos de toda a ilha e visitantes.

As cerimónias religiosas começaram a 05 de agosto, dia em que se celebrou a primeira novena (missa preparatória), prolongando-se até dia 15 com a missa solene e a procissão onde marcam presença várias entidades regionais e muitos fiéis.

Seguindo uma longa tradição, hoje a pequena imagem Senhora do Monte foi colocada num andor no cruzeiro da igreja, entre a assembleia e o altar-mor, de modo a estabelecer uma "maior proximidade" com as pessoas até à celebração da missa da Assunção da Virgem, à noite.

O ambiente de festa popular espalha-se pelos arredores da igreja, tendo o município do Funchal licenciado mais de 50 barracas, incluindo de comes e bebes.

Esta é uma ocasião para comprar vários objetos em cera, muitos dos quais são elementos destinados a pedir ou a pagar promessas por graças alcançadas, sendo comum ver algumas pessoas subirem a enorme escadaria da Igreja do Monte de joelhos.

Esta devoção dos madeirenses a Nossa Senhora do Monte está ligada a um momento trágico na história da Madeira, quando uma aluvião registada em 1803 provocou a morte de aproximadamente mil pessoas.

Para ajudar a enfrentar esta calamidade, a diocese do Funchal considerou, no ano seguinte, a Senhora do Monte como a padroeira da Madeira.

Também é costume o Monte receber nesta altura a visita de muitos visitantes, entre os quais os emigrantes que estão de férias na terra natal.

Este ano é de esperar que aumente o número dos emigrantes, tendo em conta os cerca de quatro mil que residiam na Venezuela e regressaram à ilha devido à situação de instabilidade naquele país.

A freguesia do Monte, situada nas zonas altas do Funchal, classificada por alguns escritores como a 'Sintra madeirense' é também um dos locais mais visitados por turistas.

A igreja matriz, as quintas e jardins em estilo romântico, as famosas descidas em carros de cesto, o facto de o imperador e beato Carlos de Áustria se encontrar ali sepultado são alguns dos ícones desta localidade.

Um outro episódio ligado à freguesia e virgem padroeira da Madeira é continuar por resolver um dos casos policiais na ilha, porque no dia 06 de maio de 1992, a coroa de ouro centenária desapareceu da cabeça da imagem de Nossa Senhora do Monte, em pleno altar-mor. Os autores do furto nunca foram identificados.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon