Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mina de rubis do norte do Moçambique com produção acima do esperado

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/09/2017 Administrator

A mineira australiana Mustang Resources está a extrair mais rubis que o esperado das minas de Montepuez, norte do Moçambique, anunciou a empresa, na terça-feira, em comunicado.

"O crescimento substancial do inventário [de rubis] da empresa decorre das taxas de produção recorde no projeto Montepuez Ruby em Moçambique", referiu a empresa.

A Mustang previa vender em concurso fechado, a 27 de outubro, 200.000 quilates de rubi, mas já chegou a 277.852 quilates, prevendo que possa exceder confortavelmente 300.000 naquela data.

Um quilate de pedras preciosas representa uma massa igual a duzentos miligramas.

Christiaan Jordaan, diretor executivo da Mustang, referiu que o aumento coincidiu com um aumento da procura mundial por rubis, de acordo com a informação prestada à Australian Securities Exchange, principal bolsa de valores da Austrália.

"O nosso 'stock' de licitação será significativamente maior do que esperávamos, abrindo a porta para um aumento de vendas e de receitas para a empresa", concluiu.

O Projeto Montepuez consiste em quatro licenças que cobrem 19.300 hectares junto ao maior depósito de rubis do mundo, descoberto pela multinacional Gemfields, em 2012.

Considerando que o fornecimento de rubis de outras origens que não Moçambique se tornou "pouco fiável", a Mustang pretende "capitalizar a corrente procura mundial por rubis produzidos eticamente, tornando-se um fornecedor confiável e consistente", anunciou a empresa.

As primeiras vendas de rubi em bruto vão decorrer de 27 a 30 de outubro em Port Louis, República das Maurícias, num concurso a que devem ser apresentadas propostas fechadas (closed bid tender).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon