Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ministério Público guineense ouviu membros da federação de futebol por alegada corruoção

Logótipo de LusaLusa 14/06/2017 Isabel Marisa Serafim
MÁRIO CRUZ/LUSA © LUSA / MÁRIO CRUZ MÁRIO CRUZ/LUSA

Bissau, 14 jun (Lusa) - O Ministério Público da Guiné-Bissau ouviu hoje três membros do comité executivo da Federação de Futebol da Guiné-Bissau por alegada corrupção.

Segundo a agência de notícias guineense, os três dirigentes recusaram prestar declarações à imprensa, no final da audição.

Os três são acusados de terem alegadamente recebido cada um subsídios de um milhão de francos cfa (cerca de 1.500 euros), para viajarem para o Gabão, no âmbito da presença guineense na edição de 2017 da Taça das Nações Africanas, sem, no entanto, terem integrado a comitiva.

O presidente da federação, Manuel Nascimento Lopes, e a secretária-geral federativa, Virgínia da Cruz, também já foram ouvidos no âmbito do mesmo processo.

MSE // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon