Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ministra defende compromisso político para promover economia do mar

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/09/2017 Administrator

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, salientou hoje a necessidade de realizar compromissos políticos para promover o setor, em termos económicos, uma vez que "há muito pouca visibilidade" das empresas que trabalham na área.

"Tem de haver um compromisso político relativamente à importância que tem, [para] pensarmos globalmente estas matérias, apoiarmos a investigação e apoiarmos parcerias entre a investigação, a inovação e a indústria", disse a governante.

Falando à margem da sessão de abertura do fórum internacional sobre oceanos "Oceans Meeting", uma iniciativa promovida pelo Governo português que começou hoje, em Lisboa, Ana Paula Vitorino vincou que urge "dar palco a estas pequenas empresas, que começam a dar os primeiros passos, e apoiar, inclusive, o conhecimento de grandes investidores que possam existir, nomeadamente a nível financeiro".

De acordo com a ministra, "há muito pouca visibilidade desta área".

Contudo, "isto não quer dizer que não tenhamos muito boas empresas a trabalhar e já a produzir trabalhos de vanguarda e inovadores a nível mundial", sublinhou, falando em "gente nova e empreendedora, que pensa numa escala de inovação" e numa "economia do mar 4.0".

A título de exemplo, referiu que o Governo português tem apoiado deslocações empresariais a países como a Noruega, a Suécia e a Alemanha, "para potenciar parcerias", e notou que já existem algumas "de sucesso".

"Queremos alargar para o resto do mundo e estes momentos são boas oportunidades", observou.

Delegações de mais de 50 países, incluindo 38 ministros e secretários de Estado, são esperadas no "Oceans Meeting", encontro que decorre até sexta-feira e se realiza este ano sob o lema da saúde dos oceanos e a saúde humana, e inclui uma reunião ministerial, uma conferência internacional com investigadores e sessões de contacto empresarial sobre inovação e sustentabilidade dos oceanos.

Com esta iniciativa, Portugal pretende mobilizar a comunidade internacional para a necessidade da preservação dos oceanos, envolvendo políticos, cientistas e empresas.

Além de delegações dos países, estarão representantes de entidades internacionais, como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), a Organização Marítima Internacional e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Na sessão de abertura da reunião ministerial, na sexta-feira, de onde sairá uma declaração de compromisso global para a preservação dos oceanos, são esperadas as presenças do primeiro-ministro, António Costa, da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e do comissário europeu para a Investigação, Inovação e Ciência, Carlos Moedas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon