Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mitroglou? "Aposto noutro grego", diz ex-Feirense

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/03/2017 Alcides Freire
© António Cotrim/LUSA

Mitroglou marcou nove golos nos últimos sete jogos, mas Semedo gostava de ver Karamanos a decidir.

Sérgio Semedo ainda não se desligou do Feirense e, sempre que pode, acompanha o percurso da sua ex-equipa, apesar de por vezes não ser fácil, uma vez que agora está em Chipre, mais concretamente no Apollon Limassol, clube pelo qual assinou um contrato de ano e meio em janeiro. O próximo jogo da equipa de Nuno Manta é um daqueles que o médio não vai querer perder e, embora haja uma diferença horária de mais duas horas em relação a Portugal, o cabo-verdiano vai fazer um esforço por se manter atento a todos os detalhes. Na primeira volta, Semedo fez os 90 minutos na goleada sofrida na Luz (4-0) e amanhã vai estar a torcer à distância para que o desfecho seja diferente.

"O Benfica é o clube de que mais gosto dos três grandes e pelo qual sempre torci em Portugal, mas neste caso quero que os meus antigos companheiros do Feirense ganhem, para que fiquem mais próximos da permanência. Quem vai decidir? Aposto no Karamanos", referiu o médio, que deseja ver a veia goleadora de Mitroglou interrompida - nove golos em fevereiro - e que os holofotes da fama se virem para o antigo companheiro grego do Feirense. Sobre os dois pontas de lança, o atleta de 29 anos diz terem características idênticas. "São dois avançados de área, não se movimentam muito dentro de campo, mas são ótimos finalizadores. De qualquer forma, o problema não é o Mitroglou, é o Benfica na totalidade. Se só se preocuparem com ele, hão de aparecer outros jogadores, como o Salvio, o Rafa ou o Jonas, por isso têm de se preocupar com o coletivo, senão as outras individualidades sobressaem", avisou Semedo, alertando que, para a equipa de Nuno Manta ter sucesso, "os erros do jogo da primeira volta não se podem repetir", apesar de, nessa partida, ter salientado que os dois primeiros golos foram "caricatos": "Quando se sofre quatro golos, há que dar mérito ao Benfica, embora alguns tenham sido caricatos. Na primeira parte, defensivamente estivemos bem, conseguimos retardar o golo do Benfica ao máximo e depois, a acabar, marcámos um autogolo estranho", recordou, ao dizer que agora o Feirense também está mais moralizado. "O Feirense joga em casa e, desde que o Nuno Manta assumiu o comando, a equipa tem dado uma boa resposta e vai dificultar a tarefa do Benfica, que não está habituado às dimensões do campo. A equipa agora está mais compacta, tem defendido bem, tem feito alguns resultados positivos, que lhe dão confiança, e o lugar na tabela também transmite mais segurança para poder jogar de outra forma", sublinhou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon