Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

MNE de Portugal e Roménia assinalam 100 anos do início das relações diplomáticas

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/09/2017 Administrator

Os ministros dos Negócios Estrangeiros de Portugal e da Roménia sublinharam hoje em comunicado conjunto a "grande afinidade e identidade" entre os dois países, por ocasião da celebração do centenário do estabelecimento das relações diplomáticas.

"Hoje, as relações bilaterais entre a Roménia e Portugal caracterizam-se por uma grande afinidade e identidade de pontos de vista relativamente à maioria dos assuntos da agenda europeia e mundial. Esta afinidade motiva-nos a continuar o caminho iniciado há 100 anos e conjuntamente a explorar todas as formas de benefício mútuo", assinala o texto.

Augusto Santos Silva e o seu homólogo romeno Teodor Melescanu destacam ainda a intenção de "contribuir em conjunto para um mundo melhor no qual o lugar da Europa se torne sempre mais relevante, permitindo uma maior e mais eficaz intervenção na defesa sistemática dos nossos valores fundamentais".

O comunicado recorda que, há precisamente 100 anos, o primeiro representante do Governo romeno, o deputado Victor Ionescu, apresentou em Lisboa as Cartas que o acreditaram como Enviado extraordinário e plenipotenciário da Roménia em Portugal.

Dois anos depois, em 1919, Martinho de Brederode era acreditado em Budapeste como o primeiro embaixador de Portugal, "dando início a um relacionamento diplomático bilateral que se tem vindo a desenvolver em todas as suas vertentes, não obstante a interrupção verificada após a Segunda Guerra Mundial", refere o texto.

"É com prazer que salientamos esta efeméride. Um centénio de boas relações merece sempre ser assinalado", frisam os dois chefes da diplomacia.

A partilha "de forma íntima" dos valores de uma cultura "profundamente marcada pela Latinidade" é outros dos aspetos sublinhados no comunicado conjunto, que recorda "o grande filósofo e pensador romeno Mircea Eliade", adido cultural em Portugal, que em 1942 (em plena Segunda Guerra Mundial) se referiu a Luís de Camões e a Mihai Eminescu, considerando-os "dois grandes poetas da latinidade", exaltando-se ainda o contributo "destes dois grandes 'poetas nacionais' para o enriquecimento da Latinidade".

Os dois ministros também recordam que, atualmente, "vivem em Portugal dezenas de milhares de romenos e na Roménia muitos portugueses", num contexto de "excelente integração e entendimento mútuo" e onde "o número de casamentos mistos entre cidadãos de ambos países não cessa de aumentar".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon