Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Moçambique deve crescer 4% em 2018 - Economist

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

A Economist Intelligence Unit (EIU) prevê que a economia de Moçambique cresça 4% no próximo ano, perto da expansão económica prevista para este ano, essencialmente à custa do crescimento no setor dos recursos naturais minerais.

"Esperamos que o crescimento económico, depois de ter acelerado ligeiramente em 2017, à custa do forte crescimento do setor mineral, abrande em 2018 para 4%", escrevem os peritos da unidade de análise económica da revista britânica The Economist.

"Isto reflete a expansão mais lenta do setor mineral num contexto de crescimento reduzido da produção nas minais do carvão do país, que começa a estabilizar depois de um aumento bastante rápido no ano passado", escrevem os analistas na nota sobre a Perspetiva de Evolução Económica de Moçambique.

No comentário, a que a Lusa teve acesso, o carvão é apontado como o principal motor do crescimento para o país: "A produção de carvão, juntamente com o aumento da produção de grafite e de pedras preciosas, vai manter-se como o principal motor do crescimento em 2018".

No entanto, alertam que "a incerteza política deverá prolongar a queda no investimento, e as condições de liquidez e a despesa pública ainda limitadas deverão continuar a impactar a procura interna".

O Fundo Monetário Internacional prevê que Moçambique cresça 4,7% este ano, recuperando face aos 3,8% do ano passado, e abaixo dos 5,3% previstos para 2018.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon