Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Moçambique passa a contar com refinaria para produção de açúcar branco

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/07/2017 Administrator

Moçambique vai passar a contar com uma nova refinaria de açúcar branco, uma infraestrutura com capacidade para produzir 90 mil toneladas por ano.

Falando durante a cerimónia de lançamento da primeira pedra, em Xinavane, província de Maputo, o primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, disse que com a nova infraestrutura o país vai parar de importar açúcar branco.

"Estamos conscientes do papel que a indústria do açúcar desempenha no desenvolvimento socioeconómico do país e das comunidades locais em particular", afirmou o governante.

A nova infraestrutura, que será associada à empresa de produção de açúcar castanho já existente em Xinavane, está orçada em mais de 35 milhões de euros.

Carlos Agostinho do Rosário manifestou a satisfação do Governo com o investimento, que, considerou, "catapultará os esforços do Governo para a produção nacional".

Moçambique produz cerca de 20 mil toneladas anuais de açúcar castanho, mas o país consome mais de 70 mil toneladas.

A conclusão da nova infraestrutura está prevista para o segundo semestre do próximo ano.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon