Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Montpellier perguntou por Vukcevic e assustou-se

Logótipo de O Jogo O Jogo 30/05/2017 Ana Proença

Vukcevic está na mira do clube francês, mas não partirá por menos de 10 milhões. Há um ano, Trabzonspor (Turquia) e Olympiacos (Grécia) deparavam-se com a mesma dificuldade

Em busca de um médio dinâmico, o Montpellier anda encantado com Nikola Vukcevic, valorizado por duas épocas consecutivas ao mais alto nível no principal campeonato português. O preço do internacional montenegrino, alvo de frequentes observações em 2016/17, é que não agrada ao décimo quinto classificado da Ligue 1 francesa.

Por mais de uma vez, através de um intermediário, o clube gaulês tentou saber em que condições poderia contratar o médio (a última abordagem aconteceu na semana passada) e ficou surpreendido com a resposta: por menos de 10 milhões de euros, será impossível qualquer negócio.

O Braga não tem qualquer pressa em vender, mas o Montpellier também não deverá formular qualquer proposta acima da fasquia estabelecida, pois, em regra, não gasta mais do que cinco milhões de euros por cada contratação.

Com maior capacidade financeira e igualmente interessados nos serviços de Vukcevic, até o Trabzonspor (Turquia) e o Olympiacos (Grécia) recusaram aproximar-se dos valores pretendidos pelos minhotos há um ano, numa altura em que o centrocampista parecia cintilar tanto como Rafa, que acabaria por ser vendido ao Benfica por 16,4 milhões de euros (a maior transferência entre clubes portugueses), reflexo de uma época notável, sob o comando de Paulo Fonseca.

Vukcevic no jogo com o FC Porto, cumprimenta Danilo © HUGO DELGADO/LUSA Vukcevic no jogo com o FC Porto, cumprimenta Danilo

Gorada a hipótese de rumar ao Sporting para compensar as eventuais saídas de William Carvalho ou Adrien (ambos continuaram no clube de Alvalade), Vukcevic acabaria por renovar o contrato com os arsenalistas até 2020, num acordo que compreendia o aumento substancial do salário e a alteração da cláusula de rescisão de 15 para 20 milhões de euros. "

Esta renovação significa muito para mim. Fico muito feliz por continuar em Braga, é a minha segunda casa", vincou então o jogador, em declarações ao site oficial do clube.

O desejo de dar o salto, de modo a assinar o melhor contrato da carreira, voltou, porém, em força e o Braga até está disponível para apreciar ofertas. A verdade é que nenhuma chegou, até ao momento, aos gabinetes da SAD. O Sporting esfumou-se entre os interessados; o Montpellier mantém-se na expectativa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon