Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Moradores de rua de Lisboa que iam ser despejados assinam contratos de arrendamento

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/09/2017 Administrator

As 16 famílias em risco de serem despejadas de um prédio na Rua dos Lagares, em Lisboa, assinaram hoje novos contratos de arrendamento com o senhorio por cinco anos e com os valores anteriormente estipulados, anunciou a Câmara.

"O acordo que fizemos com o proprietário [no início de agosto] implicava que as pessoas que tinham recebido as cartas de não renovação dos contratos fizessem novos contratos por cinco anos e foi isso que hoje estivemos a acompanhar", disse à agência Lusa a vereadora da Habitação do município de Lisboa, Paula Marques.

Paula Marques precisou que em causa estão os habitantes de "todas as frações habitacionais e uma não habitacional, que é uma loja que está prestes a abrir", que assinaram "contratos por cinco anos e com os valores de renda dos contratos anteriores".

A autarca adiantou que esteve presente na ocasião para fazer "a ponte" entre os parceiros, isto é, os arrendatários e o proprietário, e assegurou que continuará a acompanhar este caso.

No início de agosto, a Câmara de Lisboa informou que "foi travada a saída das famílias da rua dos Lagares", na freguesia de Santa Maria Maior, uma vez que o executivo chegou a entendimento com o proprietário, permitindo que as famílias fiquem nas suas casas.

Na altura, a autarquia indicou que o proprietário iria realizar obras nas infraestruturas, na sequência de intimações feitas pelo município.

Paula Marques avançou hoje à Lusa que "as primeiras obras têm de se iniciar até ao final deste ano", mas os trabalhos são "de vários níveis" e, por isso, têm diferentes prazos.

"Algumas [obras] são dentro das casas, e isso será coordenado com cada um dos moradores, e outras são nos espaços comuns e na cobertura, que é o que está mais degradado", adiantou.

Em causa estão 16 famílias que habitam no prédio número 25 da Rua dos Lagares, no bairro lisboeta da Mouraria, e que poderiam ter de abandonar as suas casas depois de o imóvel ter sido vendido a um investidor privado.

Por várias vezes, estes moradores pediram ajuda à Câmara e à Assembleia Municipal de Lisboa, tendo também levado a cabo diversas iniciativas (como churrascadas ou sardinhadas) para tornar o caso público.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon