Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Morata e uma "coleção" de treinadores: "Só me faltam Guardiola e Klopp"

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/09/2017 Hugo Monteiro

O avançado espanhol considera que já foi treinado por quase todos os treinadores de elite do futebol atual.

Álvaro Morata está feliz no Chelsea. O avançado espanhol cedo se firmou como titular no clube campeão inglês e leva três golos marcados em cinco partidas oficiais. Em entrevista ao As, destacou a importância da mudança de ares em época de Mundial e ainda fez uma restrospetiva do que já parece ser uma... coleção de treinadores.

© REUTERS/Andrew Couldridge

"Zidane queria que ficasse em Madrid, mas não podia ficar para ser suplente. Há um momento em que precisas de jogar, abandonar a zona de conforto. Quanto mais jogar e marcar, mais hipótese tenho de ir ao Mundial. Tive várias ofertas durante o verão, não só do Chelsea e do Manchester United, mas a conversa mais importante que tive foi com [Antonio] Conte", afiançou Morata, elogiando o técnico italiano: "Sinto-me em dívida para com ele. Fez tudo o que podia para que a transferência se concretizasse", acrescentou.

Sobre os treinadores com quem já trabalhou, o internacional por "la roja" denota a tendência de ser treinado por membros da elite europeia:

"Na semana passada vi uma fotografia da reunião de treinadores da UEFA. Olhei e pensei: já joguei sob as ordens de Zidane, Ancelotti e Mourinho no Real Madrid. Com Allegri na Juventus e agora estou com Conte no Chelsea. Só me faltam Guardiola e Klopp", gracejou Morata.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon