Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Morreu Meneres Manso, nome que marcou agricultura do Nordeste Transmontano

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/10/2017 Administrator

O antigo presidente da Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro (AOTAD), Meneres Manso, morreu hoje, aos 83 anos, de doença prolongada, de acordo com fonte próxima da família.

Nascido em Vila Nova de Gaia e com ligações familiares ao concelho de Alfândega da Fé, no distrito de Bragança, onde se fixou, desde os 20 anos que esteve ligado ao setor agrícola da região através do movimento associativo e no exercício de cargos como o de diretor regional da Agricultura de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Fundou e dirigiu a Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro (AOTAD), entre outras organizações, e trabalhou no antigo Complexo Agroindustrial do Cachão, onde exerceu várias funções, inclusive presidente do Conselho de Administração.

O fundador do complexo Camilo Mendonça, considerado "o pai" da agricultura transmontana, mereceu a atenção, nos últimos anos de Meneres Manso que se dedicou à investigação da vida e obra do homem que, na década de 1960, projetou as infraestruturas e culturas que ainda atualmente marcam o setor na região transmontana.

Menéres Manso foi também autarca, antes do 25 de Abril, como vice-presidente da Câmara de Mirandela, e, no início da década de 1990, como vereador no município de Alfândega da Fé, pelo CDS.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon