Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Morreu norte-americano Chuck Blazer, no centro do escândalo de corrupção da FIFA

Logótipo de LusaLusa 13/07/2017 Inês Santinhos Gonçalves

Nova Iorque, 13 jul (Lusa) – O norte-americano Chuck Blazer, no centro do escândalo de corrupção da Federação Internacional de Futebol (FIFA) em 2015, morreu aos 72 anos, anunciou na quarta-feira o seu advogado.

“As suas falhas, pelas quais reconheceu total responsabilidade, não devem fazer esquecer o impacto positivo que Chuck teve no futebol internacional”, afirmou o advogado em comunicado.

STEFFEN SCHMIDT/KEYSTONE FILE © EPA / STEFFEN SCHMIDT STEFFEN SCHMIDT/KEYSTONE FILE

Blazer, que se tornou informador da polícia federal (FBI) e da Justiça norte-americana, foi irradiado do futebol pelo Comité Independente de Ética da Federação Internacional de Futebol (FIFA), pelo envolvimento no caso de corrupção que abalou a instituição.

A colaboração com a justiça levou à prisão dirigentes do organismo, assim como de parceiros.

Antigo secretário-geral da CONCACAF [Confederação da América do Norte, Central e Caraíbas], a confederação da América do Norte, Central e Caraíbas, entre 1990 e 2011, Blazer foi membro do comité executivo da FIFA entre 1997 e abril de 2013.

Blazer denunciou subornos para as atribuições dos Mundiais de 1998 e 2010, as comissões pedidas pela exclusividade de difusão de torneios, entre outras situações, que levaram a que a Justiça norte-americana avançasse com um processo de associação criminosa e corrupção contra vários dirigentes da FIFA, em vésperas do último congresso.

O norte-americano assumiu-se culpado em novembro de 2013 de dez tipos de crimes.

ISG (NFO/FB) //EJ

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon