Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Moto GP 2014 arranca no domingo

Sportinveste 19/03/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Marc Marquez bate Rossi © Sportinveste Multimédia Marc Marquez bate Rossi

O campeonato do mundo de MotoGP 2014 arranca este fim de semana, pelo segundo ano consecutivo sem passagem por Portugal, com o campeão Marc Márquez como alvo a abater e com o português Miguel Oliveira na categoria Moto3.

O espanhol campeão do Mundo, Marc Márquez (Repsol Honda RC 213 V), chega ao Grande Prémio do Qatar - prova inaugural da temporada - ainda à procura da melhor condição física na sequência de uma perna partida, que o afastou dos testes de pré-época em Sepang (Malásia).

Ainda assim, mesmo sem estar a 100 por cento, o espanhol - que defende o título mundial pela primeira vez - será o principal "alvo a abater" na categoria rainha das motas (1.000 cc).

Quanto a concorrência, Márquez - campeão de Moto2 em 2012 e na categoria 125cc em 2010 - terá de preocupar-se desde logo com o seu companheiro de equipa, o também espanhol Dani Pedrosa, que tem à disposição a mesma Honda RC 213 V e mais experiência. Pedrosa já corre na categoria principal desde 2006, se bem que nunca tenha sido campeão.

Além de Pedrosa (3.º em 2013), o piloto da Honda tem de levar em conta o também compatriota Jorge Lorenzo (Yamaha YZR M 1), bicampeão do Mundo em 2010 e 2012 e vice-campeão no ano passado. Ainda assim, nos testes de pré-época, Lorenzo mostrou-se pouco satisfeito com o rendimento da Yamaha.

Um outro nome que não convém descurar é o do italiano Valentino Rossi (Yamaha YZR M 1). O veterano piloto (35 anos) terminou o último mundial em quarto lugar, mas dominou a categoria na década passada (títulos consecutivos de 2002 a 2005, bem como em 2008 e 2009). E nos últimos testes, em Sepang, Rossi foi o mais rápido, a par de Pedrosa.

Em Moto2, a categoria intermédia, os nomes a ter em conta são os do espanhol Esteve "Tito" Rabat (Kalex) e o seu companheiro na equipa Marc Vds, o finlandês Mika Kallio, bem como o suíço Thomas Luthi (Suter) e o japonês Takaaki Nakagami (Kalex).

Numa categoria que se antevê muito competitiva, destaque ainda para a presença do campeão do Mundo de Moto3, o espanhol Maverick Viñales (Kalex), que não vai poder defender o seu título na categoria inferior, mas que poderá fazer um ou outro brilharete na sua primeira época a conduzir uma 600 cc.

A única presença portuguesa no campeonato do Mundo de motociclismo será a do piloto Miguel Oliveira (Mahindra Racing), de 19 anos, que vai entrar pelo quarto ano consecutivo na categoria Moto3 (motas de 250 centímetros cúbicos), que em 2011 se chamava categoria 125cc.

No ano passado, o piloto de Almada ficou em sexto lugar, tendo conquistado um pódio (um 3.º lugar no GP da Malásia) e uma "pole position" (GP da Holanda, que acabaria em quarto).

Na luta pelo título das 250cc, o cenário está ainda mais em aberto. Orfã do campeão Maverick Viñales, a categoria inferior do Moto GP tem nos espanhóis Alex Rins e no seu companheiro de equipa Alex Márquez fortes candidatos, ambos em motas novas da Honda.

No entanto, a fabricante campeã de Moto3 é a KTM (pela qual Rins e Márquez corriam no ano passado) e a fiabilidade da marca austríaca deverá dar garantias adicionais aos seus pilotos oficiais: o australiano Jack Miller, bem como os checos Jakub Kornfeil e Karel Hanika.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon