Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Motorista de camião acusado da morte de imigrantes ilegais no Texas e arrisca pena de morte

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Administrator

O presumível condutor do camião que foi encontrado num parque de estacionamento no Texas, nos Estados Unidos, com imigrantes ilegais foi acusado hoje de tráfico de seres humanos e da morte de pelo menos 10 pessoas.

O condutor, identificado como James M. Bradley Jr, 60 anos, foi acusado ao abrigo de uma lei federal norte-americana relativa ao transporte ilegal de imigrantes com fins lucrativos. Esta lei prevê a aplicação da pena de morte ou da prisão perpétua caso o crime resultar em morte.

No domingo, 39 imigrantes ilegais foram encontrados no interior de um camião de carga sem ar condicionado que estava estacionado e exposto a altas temperaturas num parque de estacionamento de um supermercado de San Antonio, a duas horas da fronteira com o México.

Segundo o mais recente balanço do caso, fornecido hoje pelas autoridades, o número de vítimas mortais aumentou para 10, com a morte de um homem que estava internado num hospital da cidade texana de San Antonio.

A par das vítimas mortais, que perderam a vida aparentemente por asfixia ou insolação, os restantes foram hospitalizados, dos quais vários estão em estado crítico. No interior do camião também estavam menores.

De acordo com os bombeiros locais, a temperatura no interior do camião terá atingido os 65 graus celsius.

James Matthew Bradley Jr., oriundo do Estado da Florida, foi hoje presente a um juiz federal para ouvir formalmente as acusações e vai permanecer detido.

Documentos do processo criminal federal, citados pela agência noticiosa norte-americana Associated Press, indicam que o condutor disse aos investigadores que não sabia que existiam pessoas no interior do camião. E que só se deu conta das pessoas quando estacionou e saiu do veículo pesado para urinar.

Os mesmos documentos indicam que James Matthew Bradley Jr disse aos investigadores que o camião tinha sido vendido e que estava a transportar o veículo do Estado do Iowa até Brownsville, no Texas.

O motorista relatou que ouviu barulhos no interior do camião e que ficou surpreendido quando abriu as portas e foi derrubado por pessoas que falavam espanhol.

Os mesmos documentos revelam ainda que o condutor não fez qualquer chamada para os serviços de emergência, apesar de ter consciência de que várias pessoas estavam mortas.

O secretário da Segurança Interna dos Estados Unidos, John Kelly, disse hoje que este caso revela a "brutalidade" dos traficantes de pessoas.

"Esta tragédia mostra bem a brutalidade do tráfico. Os traficantes não têm qualquer respeito pela vida humana e procuram unicamente o lucro financeiro", acrescentou o representante.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon