Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mourinho diz ter um jogador ao nível dos melhores do mundo

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/07/2017 Hugo Monteiro

José Mourinho, treinador do Manchester United, falou após o jogo com o Barcelona. Deixou elogios a vários jogadores.

O Manchester United perdeu por 1-0 frente ao Barcelona, para a International Champions Cup, e José Mourinho deixou elogios à qualidade do aversário.

"Só existe um Messi e Neymar. Só existe um Suárez, Iniesta, Pique, Ronaldo, Bale ou Kroos. Só existe um de cada. Não posso contar com eles, porque pertencem a outros clubes. Podes trabalhar no duro para melhorar a tua equipa taticamente, mas contra equipa com jogadores desta grandeza, pouco podemos fazer. Temos de trabalhar taticamente para tentar reduzir as distâncias. No futebol é possível derrotar equipas com jogadores desse nível, mas quando eles têm a bola, é realmente algo incrível", afirmou o treinador português dos red devils.

© Alex Greth/Reuters

"Nos jogos a sério tentas compensar a diferença de qualidade com uma determinada organização tática e pode acabar por vencer. No futebol é possível que uma equipa seja melhor do que a soma das partes. Mas as partes são fantásticas. A forma como se relacionam com a bola é fantástica. Podes argumentar contra a ocupação dos espaços, a tática, blocos compactos, mas o relacionamento do jogador com a bola é ainda a coisa mais importante. Mesmo sendo o treinador da equipa adversária, como é o meu caso, é maravilhoso ver o relacionamento que estes tipos têm com a bola. Mas um dos meus jogadores, o Paul, mostrou hoje esse mesmo nível. Mostrou que pertence a esse nível", elogiou Mourinho.

"Se queres estabelecer comparações com Real Madrid ou Barcelona, é fácil comparar o nível dos jogadores e a qualidade da equipa. Mas nós não estamos na mesma competição do que eles - a não ser que calhe jogarmos nas competições europeias. Por isso preferimos não estabelecer comparações com eles. Preferimos fazer comparações com outras equipas da Premier League e nesse sentido estamos muito melhor adaptados a essa competição que é muito dura, que exige um estilo diferente, um tipo de jogador diferente", analisou ainda, encerrando. Nesta altura os melhores jogadores estão nesses dois clubes e temos de aceitar isso como uma realidade. Mas para nós é muito bom podermos defrontá-los na pré-temporada sem pressões ou preocupações com o resultado. Ambos utilizaram a melhor equipa. Com o Barcelona foi assim, só o Piqué é que estava no banco. No Real Madrid, só Ronaldo e [Sergio] Ramos não jogaram. Por isso é mesmo muito bom medir formas com eles", terminou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon