Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mundial2014: Maracanã afinal não vai ter estátua em bronze de Pelé

Logótipo de LusaLusa 22/05/2014 Nuno Vinha

Rio de Janeiro, Brasil 22 mai (Lusa) - Uma estátua de Pelé encomendada ao escultor e caricaturista brasileiro Ique não vai ser colocada, como previsto, no estádio do Maracanã, principal estádio do Mundial2014 de futebol, afirmou hoje o artista, referindo que o projeto foi "abandonado politicamente".

"Prevista para dezembro de 2013, a inauguração foi adiada para março de 2014 porque o Pelé vinha de uma operação à anca. Em março, a secretária do Desporto que liderava o projeto [Marcia Lins] demitiu-se. Depois disso, silêncio total", declarou hoje o artista Ique, de seu nome verdadeiro Victor Henrique Woitschach.

A estátua a colocar no Maracanã, o mais emblemático estádio brasileiro e palco da final do Mundial2014, foi inspirada em fotografias de Pelé a celebrar um golo no Mundial de 1970 no México, ganho pelo Brasil.

"O projeto foi abandonado politicamente. É uma falta de respeito para comigo e para com o Pelé", lamentou Ique, escusando-se a dizer se foi ou não pago pelo seu trabalho: "Prefiro que coloquem essa questão ao governo".

De acordo com Ique, caricaturista político do diário carioca Jornal do Brasil durante 30 anos, "agora é demasiado tarde para instalar a estátua até ao início do Mundial", que arranca a 12 de junho.

A estátua em bronze pesa 300 quilos, mede 1,84 metros de altura e mostra Pelé (que media apenas 1,70 metros) em bicos dos pés a celebrar um golo contra a então Checoslováquia, no Mundial de 1970.

O projeto foi encomendado pelo Governo do estado do Rio de Janeiro e apresentado publicamente no final de 2012.

Considerado um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, Pelé ganhou três Campeonatos do Mundo pelo Brasil (1958, 1962 e 1970), tendo marcado 1.281 golos em toda a sua carreira (o milésimo golo foi marcado no antigo Maracanã, em novembro de 1969).

No interior do estádio do Maracanã já existe uma estátua de Zico, histórico n.º 10 da "canarinha", e no exterior uma outra de Bellini, capitão do Brasil na campanha que deu o primeiro Mundial, em 1958.

NVI // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon