Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mundial2014: Polícia reprimiu com gás lacrimogéneo marcha em Brasília contra prova

Logótipo de LusaLusa 27/05/2014 Fernanda Barbosa

Brasília, 27 mai (Lusa) – A polícia brasileira reprimiu hoje, com cavalos e gás lacrimogéneo, uma manifestação de cerca de 2.000 pessoas, que procuravam aproximar-se do Estádio Nacional de Brasília, onde estava exposta a taça do Mundial2014 de futebol.

A manifestação foi convocada por movimentos sociais que se opõem ao Mundial2014 e aos elevados gastos públicos com a organização da prova no Brasil, aos quais se juntaram grupos de índios, que se tinham reunido na capital para pedir celeridade na demarcação das suas reservas.

Os manifestantes tentaram aproximar-se do Estádio Mané Garrincha, onde se realizava a penúltima etapa do périplo do troféu no Mundial2014, que passou por 89 países e várias cidades brasileiras.

A marcha iniciou-se no terminal de autocarros de Brasília, a cerca de dois quilómetros do estádio, com a multidão a avançar de forma pacífica até ser contida por um forte cordão de segurança, altura em que se verificaram os primeiros desacatos.

De acordo com a agência noticiosa Efe, alguns dos elementos da manifestação atiraram pedras contra a polícia, que respondeu com gás lacrimogéneo e tropa de cavalaria.

FERNANDO BIZERRA JR./EFE © @ EPA / FERNANDO BIZERRA JR. FERNANDO BIZERRA JR./EFE

O Mundial2014 de futebol disputa-se de 12 de junho a 13 de julho, com Portugal a defrontar o Gana, a 26 de junho, em Brasília.

NFO // ARA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon