Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mundial2018: Fernando Santos assume favoritismo e 'proíbe' regresso ao passado

Logótipo de LusaLusa 12/11/2016
MÁRIO CRUZ/LUSA © LUSA / MÁRIO CRUZ MÁRIO CRUZ/LUSA

Faro, 12 nov (Lusa) - O selecionador português, Fernando Santos, reafirmou hoje que o Euro2016 de futebol já faz parte do passado e que Portugal só deve pensar em garantir um lugar no Mundial2018, tendo para isso que vencer no domingo a Letónia.

"Estamos a disputar a qualificação do Campeonato do Mundo e é isso que queremos atingir. Queremos estar na Rússia e só pensamos nesse sentido. O Campeonato da Europa faz parte do passado e já disse isso muitas vezes aos jogadores", afirmou Fernando Santos.

O selecionador nacional, que falava no Estádio Algarve, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da quarta jornada do Grupo B, garantiu que conhece muito bem a formação letã, equipa que defrontou quatro vezes enquanto liderava a Grécia.

"A Letónia é uma equipa que normalmente cria muitas dificuldades nos jogos fora de casa, por isso não vai ser fácil. Somos favoritos com naturalidade, mas não porque os outros são fracos. Somos favoritos porque a nossa equipa é melhor que o adversário, mas se não prová-lo, então isso não serve para nada", referiu.

Portugal nunca perdeu no Estádio Algarve, tendo um registo de cinco vitórias e dois empates, e Cristiano Ronaldo marcou sempre nas últimas cinco vezes que pisou o relvado algarvio, números que, mesmo assim, não impressionam Fernando Santos.

"Não acredito em talismãs. Para mim, essas coisas não contam nada. Não vou atrás dessas estatísticas. Se fosse, não tínhamos ganho à França e não seriamos campeões europeus", disse.

O treinador de 62 anos considerou que o aparecimento de novas caras na seleção nacional, como André Silva, Gelson Martins e João Cancelo, não garante que Portugal tenha um futuro risonho, apesar da qualidade que os jogadores já demonstraram.

"Isso não funciona assim. Os jogadores podem ter grande qualidade individual, mas isso não serve para nada se chegarmos ao campo e não houver qualquer qualidade coletiva. Se Portugal conseguir essa qualidade coletiva, acredito que possa ter um futuro risonho", explicou.

Na sexta-feira, na viagem entre Lisboa e o Algarve, a comitiva lusa foi obrigada a uma paragem forçada de mais uma hora devido a um furo em um pneu do autocarro.

"Foi apenas um acidente de percurso. Que seja o único e que tudo corra bem a seguir a isso", disse Fernando Santos, acrescentado que já sabe o ‘onze'’que vai apresentar frente à Letónia.

O jogo está agendado para as 19:45 e terá arbitragem do escocês Bobby Madden.

A seleção nacional, atual campeã da Europa, ocupa o segundo lugar do agrupamento, com seis pontos, menos três do que a Suíça, que lidera.

A formação letã é quinta e antepenúltima com apenas três pontos.

LG // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon