Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mundial2018: João Mário alerta para a agressividade da Hungria

Logótipo de LusaLusa 22/03/2017

Oeiras, Lisboa, 22 mar (Lusa) - O médio João Mário afirmou hoje que está um jogador "mais completo" desde que assinou pelo Inter Milão e considerou a Hungria, próximo adversário de Portugal na qualificação para Mundial2018 de futebol, uma seleção "muito agressiva".

"Sabemos das dificuldades que vamos encontrar. Foi uma equipa que nos criou muitas dificuldades no Europeu (empate 3-3). É uma equipa bastante organizada, mas certamente estaremos preparados", afirmou João Mário.

O jogador de 24 anos falava aos jornalistas em conferência de imprensa, minutos antes de mais um treino da seleção nacional na Cidade do Futebol, em Oeiras, e a três dias do reencontro com a seleção magiar.

"A Hungria é uma equipa que sai muito bem em contra-ataque e apresenta um futebol muito agressivo", acrescentou João Mário, apontando o duelo com os húngaros como "mais uma final" para Portugal poder estar na fase final do Mundial.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA © LUSA / ANTÓNIO COTRIM ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O médio português lembrou que "todas as seleções querem derrotar o campeão europeu" e que essa situação obriga os jogadores da seleção nacional a "quererem fazer ainda melhor".

"Sabemos que temos que vencer para continuar a depender de nós. Queremos chegar nessa condição à última jornada do grupo, quando defrontarmos a Suíça”, disse.

A cumprir a sua primeira temporada em Itália, ao serviço do Inter Milão, João Mário assumiu que se sente um jogador "mais completo", apesar de não ser titular indiscutível na formação ‘nerazzurri'.

"Estou satisfeito com aquilo que tem sido o meu trabalho no Inter. O campeonato italiano tem um nível tático muito forte, é muito agressivo e tem muitos confrontos. Tenho que melhorar fisicamente. Sinto-me mais jogador, mais completo por disputar um campeonato mais competitivo", referiu.

Mesmo assim, o médio assumiu que tem saudades do Sporting, clube em que se formou, e mostrou-se ansioso por marcar o seu primeiro golo com a camisola da seleção nacional, algo que ainda não conseguiu nos 23 jogos disputados.

"Quero muito fazer o meu primeiro golo pela seleção. Espero que aconteça o mais rápido possível, mas é daquelas coisas que não podemos controlar", disse.

O jogo com a Hungria, da quinta jornada do Grupo B de qualificação para o Mundial2018, está marcado para sábado, no Estádio da Luz, em Lisboa, às 19:45, enquanto o particular com a Suécia terça-feira, à mesma hora, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Após quatro jornadas, Portugal está no segundo lugar do agrupamento, com nove pontos, menos três do que a Suíça, que lidera, e mais em relação à Hungria, terceira colocada.

LG/MYO // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon