Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Município moçambicano da Beira renuncia sediar empresa de transportes

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

O Conselho Municipal da Beira (CMB), no centro de Moçambique, renunciou à receção da empresa de transportes públicos acordada com o Governo, alegando falta de condições de operação, anunciou o presidente do município.

"Entendemos que não há condições para continuarmos", referiu o líder do conselho municipal da terceira maior cidade do país, Daviz Simango, citado hoje pelo Diário de Moçambique.

"Constatámos que havia alguns pontos identificados no terreno, submetemos as questões à comissão de gestão e essa, por sua vez, não respondeu", referiu aquele responsável, que remeteu para breve uma solução que pode passar pela fundação de uma empresa municipal de transportes.

Entre os problemas detetados na Transportes Públicos da Beira, apontou dúvidas sobre a folha de salários, avarias de viaturas e ausência de documentos que clarifiquem as dívidas contraídas pela empresa a fornecedores.

"Nós tínhamos a esperança de que esses pontos teriam respostas por parte do Governo, o que não veio acontecer", acrescentou Simango.

A empresa foi extinta no início do ano com o intuito de a entregar aos municípios da Beira (que ficaria com a maioria) e Dondo.

No entanto, as mesmas dúvidas sobre a orgânica da firma já tinham sido referidas por Daviz Simango em julho, obrigando na altura a um primeiro adiamento da receção da empresa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon