Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Municípios portugueses e espanhóis cooperam nos fundos europeus e outras áreas

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/07/2017 Administrator

A Associacção Nacional de Munici´pios Portugueses (ANMP) e a congénere espanhola FEMP criaram três grupos de trabalho para a cooperação nas áreas dos fundos europeus, relac¸oões internacionais e outras, foi hoje anunciado.

Num encontro com os jornalistas, no final de uma reunião do conselho diretivo da ANMP, o presidente da associação, Manuel Machado, disse que, além daquelas matérias, os grupos criados deverão colaborar ao nível das infraestruturas e cooperac¸a~o transfronteiric¸a, bem como das compete^ncias e financiamento das autarquias.

Os grupos, segundo Manuel Machado, foram constituídos na sequência de um encontro entre a ANMP e a Federac¸a~o Espanhola de Munici´pios e Provi´ncias (FEMP), realizado em Coimbra, no dia 07 de junho.

Manuel Machado revelou que a colaboração entre as duas organizações visa "articular o poder local ao nível na Península Ibérica" e depois, na medida do possível, "alargar essa cooperação" aos diferentes países europeus da bacia mediterrânica.

O grupo de trabalho das infraestruturas e cooperac¸a~o transfronteiric¸a tem como objetivo "refletir sobre as principais necessidades de infraestruturas para melhorar a comunicac¸a~o" entre Portugal e Espanha, abrangendo ainda "as possibilidades de melhorar a cooperac¸a~o transfronteiric¸a em a´reas como o come´rcio, o turismo e a cultura", entre outras.

Em mais dois grupos, serão debatidos temas como "compete^ncias e financiamento" dos municípios e "fundos comunita´rios e relac¸o~es internacionais", acrescentou Manuel Machado.

"Espanha, Portugal e o resto dos pai´ses do sul te^m especial interesse em defender a poli´tica de coesa~o da Unia~o Europeia", refere uma nota da ANMP, distribuída aos jornalistas no final da reunião do conselho diretivo, frisando que o grupo de trabalho nesta área "tera´ como objetivo, ale´m da defesa dos fundos da coesa~o, que uma parte dos mesmos sejam geridos pelos governos locais dos pai´ses beneficia´rios".

Cada grupo incluirá dois membros eleitos de cada uma das associac¸o~es, mais os secreta´rios gerais e os te´cnicos especialistas em cada uma das mate´rias, ate´ um ma´ximo de três por delegac¸a~o.

Os grupos de trabalho devera~o apresentar as suas concluso~es até 31 de marc¸o de 2018.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon