Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Não foi fácil, foram muitas horas a viajar, muito trânsito"

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/07/2017 Alcides Freire

Marítimo e Botev Plovdiv realiza-se às 18h30 de quinta-feira, no Lazur Stadium, em Burgas, com arbitragem do sueco Bojan Pandzic.

Daniel Ramos destaca a importância de marcar na Bulgária e procurar "o melhor resultado possível" na quinta-feira, frente ao Botev Plovdiv, na primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga Europa.

"À partida, a primeira mão irá ser um jogo onde nada ficará fechado, por isso, preparámo-nos o melhor possível para este jogo, para tentar o melhor resultado possível. Se conseguirmos vencer, melhor. Se não vencermos, tentar evitar a derrota e, se possível, conseguirmos marcar golos porque marcar fora nas competições europeias é extremamente importante", afirmou na conferência de imprensa de antevisão, em declarações reproduzidas pela Antena 1 Madeira.

A deslocação para a Bulgária ficou marcada pelo contratempo ainda na Madeira, pois a viagem de terça-feira foi cancelada devido aos ventos fortes na ilha, o que fez com que a comitiva só tenha viajado esta quarta-feira de manhã.

"Não foi fácil, foram muitas horas a viajar, muito trânsito e, agora, há que procurar descansar bem, o que vai ser a nossa grande preocupação", admitiu.

Daniel Ramos adiantou que os atletas lidaram com a situação de diferentes formas, o que poderá ter influência no momento de escolher o 'onze' inicial.

"Há que jogadores que reagem de forma diferente a este tipo de situações. Uns reagem mal no próprio dia, outros sentem no dia seguinte as adversidades. Há jogadores que descansaram muito mal esta noite ou que praticamente não descansaram", adiantou.

O Marítimo teve a possibilidade de observar o adversário na segunda pré-eliminatória da Liga Europa, o que faz com que os insulares tenham mais conhecimento dos búlgaros do que vice-versa.

Por outro lado, o facto do Botev Plovdiv ter mais ritmo competitivo que a formação madeirense é um fator a ter em conta, de acordo com o técnico.

© Fornecido por O jogo

"Eles têm a vantagem de terem seis jogos [oficiais] e isso é uma vantagem importante neste momento, o que pode dar outro tipo de ritmo competitivo à equipa que nós estamos à procura de ter", comentou.

A partida entre Marítimo e Botev Plovdiv realiza-se às 18:30 de quinta-feira (20:30 locais), no Lazur Stadium, em Burgas, com arbitragem do sueco Bojan Pandzic, e terá transmissão televisiva na Sport TV2.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon