Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Não há testes para campeões da Europa"

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/06/2017 Alcides Freire

Fernando Santos considera que o jogo de sábado com Chipre é mais importante para "dar ritmo competitivo" aos jogadores do que para "testar soluções".

© Álvaro Isidoro/Global Imagens

Ausências de Pepe, Ronaldo e Quaresma: "Não há testes para campeões da Europa. Estes jogadores têm estado connosco sempre, não há aqui testes. Queremos que, quando chegue o jogo com a Letónia, os jogadores que estão sem competir há três semanas tenham ritmo. Isso é que é perigoso. É isso que procuramos controlar neste jogo com Chipre".

Valências de Chipre: "Não podemos pensar em rankings. Já jogámos com Cabo Verde no Estoril e sabemos o que aconteceu. Já ganhámos à Argentina e à Itália, por outro lado... Vamos estar concentrados, tentar ganhar o jogo. Conheço muitos jogadores do Chipre, têm um futebol muito característico, parecido com o dos gregos, porque os jogadores são semelhantes. Portugal já empatou 4-4 com Chipre. Os jogadores destas equipas defrontam Portugal com um fator de motivação extra, porque agora somos campeões da Europa. É uma forma de aproveitarem o espaço que têm nestes jogos. Esperamos uma equipa que trabalha muito, rápida no contra-ataque".

Final da Liga dos Campeões: "Quero é que ele [Cristiano Ronaldo] ganhe. Desejo que ele e os outros portugueses ganhem. Para Portugal é ótimo, ter mais jogadores portugueses campeões da Europa. Desejamos-lhes a maior sorte e que o Real Madrid ganhe".

Calendário preenchido: "Preocupa-nos a todos, mas o que é que vamos fazer? Vai ser assim, não podemos mudar nada. Gostava que não fosse assim, mas é. Os calendários estão feitos, queremos estar no Mundial'2018, e é com esse objetivo que vamos estar a jogar na Letónia. Temos de, perante o cenário colocado, encontrar as melhores soluções. Gerir o físico dos jogadores, o cansaço..."

Problemas dos jogos de preparação: "Os problemas dos particulares passam por pensar no que vem a seguir. Em termos de gestão, estaremos a pensar no jogo com a Letónia. Vamos preparar o Chipre, conhecer a equipa, para amanhã fazer um bom jogo no Estoril".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon