Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Não posso escolher adversários, mas preferia que não fosse o FC Porto"

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/03/2017 Alcides Freire

Jokanovic, treinador do Nacional, insiste na ideia de que em casa do FC Porto não basta defender bem

. © JOANA SOUSA .

Sobre o FC Porto-Nacional: "É mais um jogo, desta feita face a um candidato ao título e que passa pela melhor fase da época. O FC Porto teve um início com alguns problemas, mas nos últimos jogos mostrou que é um verdadeiro candidato ao título a par do Benfica. Neste momento não podemos escolher adversários, mas claro que preferia jogar com outro adversário. Não posso escolher, essa é a verdade. O Nacional tem de conquistar pontos e no Dragão não temos nada a perder"

A classificação: "O Nacional nunca esteve nesta situação nos últimos 15 anos. Estamos a passar uma fase menos boa, mas temos de levantar a cabeça e acreditar. O Nacional tem bons jogadores, tem melhorado e tem de continuar a fazer tudo para somar pontos. Este é um momento delicado, todos os pontos são necessários. Nos últimos cinco jogos só perdemos em casa do Benfica, somámos pontos com boas equipas como Braga e Marítimo. Mas temos de começar a ganhar jogos ou fica muito tarde. Vamos tentar somar um ponto, pelo menos, mas também dignificar a camisola e mostrar que não estamos mortos."

Marcar no Dragão: "Seja com o FC Porto, Benfica... Quando se joga em casa dos grandes temos de marcar pelo menos um golo para somar pontos. Não me lembro de equipas que somaram pontos nos grandes sem marcar. Até porque se passarmos o jogo a defender, defender, podemos acabar a sofrer o golo nos últimos cinco minutos"

O exemplo: "Já falei do Tondela a semana passada. Todos os jogos são para serem disputados e sabendo que o futebol está cheio de surpresas. O ano passado o Tondela venceu no Dragão e conseguiu safar-se."

Contestação: "Somos profissionais e temos de perceber. Já todos me conhecem e há sete/oito anos reagiria de outra forma, mas agora tenho consciência que estamos a fazer bem o nosso trabalho. Peço aos adeptos para que apoiem a equipa os 90 minutos, depois do jogo podem contestar.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon