Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Não querem que haja a fotografia de Ronaldo no banco dos réus", reage o Barcelona

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/06/2017 Hugo Monteiro

Vice-presidente do Barcelona comenta os recentes desenvolvimentos em torno da alegada evasão fiscal de Messi e Cristiano Ronaldo.

De acordo com a imprensa espanhola, o Fisco aceita que Messi troque a condenação de 21 meses de pena suspensa por uma multa, depois de condenado por evasão fiscal, alegadamente por não ter pago 4,1 milhões de euros em impostos.

A informação já mereceu um comentário do Barcelona, apontado a Cristiano Ronaldo, igualmente na mira pelos mesmos motivos. "Todo o movimento que se produz agora e que se produzirá nos próximos dias vai numa direção muito concreta: que Cristiano Ronaldo não se sente no banco (dos réus). Não querem que haja a fotografia de Cristiano no banco, como Leo teve que passar" afirmou Carles Villarrubí, vice-presidente do Barcelona, à rádio RAC1.

© Paul Hanna/Reuters

A 13 de junho, o Ministério Público acusou o futebolista português de ter, de forma "consciente", criado uma sociedade para defraudar o fisco espanhol em 14,7 milhões de euros. Em causa estão valores de 1,39 milhões em 2011, mais 1,66 milhões em 2012, a que se juntam 3,2 milhões em 2013 e 8,5 milhões em 2014.

Na terça-feira, o tribunal de instrução de Alarcón, em Madrid, convocou Cristiano Ronaldo para depor a 31 de julho, no âmbito da acusação do Ministério Público.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon