Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Número de mortes provocadas pelo furacão Maria sobe para 33 nas Caraíbas

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

O número de mortes provocadas pelo furacão Maria, que atingiu fortemente as Caraíbas nesta semana, aumentou para 33 mortos, divulgou hoje a agência de notícias France-Presse.

Em Porto Rico, onde chuvas torrenciais ainda são esperadas, o saldo de mortos é, até ao momento, de 13 pessoas. O furacão atingiu Porto Rico com grande intensidade na quarta-feira.

A Dominica, que também foi fortemente tocada na terça-feira, começou a emergir do isolamento com a chegada do primeiro navio de ajuda francês.

Quinze mortos já foram contabilizados na Dominica, elevando para 33 o número total de mortos, após contabilizar os três anunciados no Haiti e dois em Guadalupe.

Na quinta-feira, o furacão Maria passou a 130 quilómetros por hora ao norte da República Dominicana.

Hoje, o furacão com ventos de 200 quilómetros, agora classificado na categoria 3 (numa escala de 1 a 5), está a dirigir-se para as Ilhas Turcos e Caicos.

Neste arquipélago, as autoridades apressaram-se a construir novos abrigos, já que os que existiam foram destruídos na semana passada pela passagem do furacão Irma.

Entretanto, a situação parece ser a mais grave em Porto Rico.

Além das chuvas torrenciais esperadas até sábado, este território associado aos Estados Unidos, com 3,4 milhões de habitantes, ficará sem eletricidade por vários meses e com uma rede de telecomunicações praticamente destruída.

"Porto Rico está absolutamente aniquilado", disse o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, depois de decretar o estado de desastre natural, libertando fundos para ajuda de emergência e reconstrução.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon