Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Nacional preparado para os problemas do FC Porto e pronto para os criar

Logótipo de LusaLusa 30/09/2016
JOSÉ COELHO/LUSA © LUSA / JOSÉ COELHO JOSÉ COELHO/LUSA

Funchal, Madeira, 30 set (Lusa) – O treinador do Nacional, Manuel Machado, mostrou-se hoje consciente das dificuldades que o FC Porto vai impor na Choupana, no sábado, na sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, mas disse estar confiante, após duas vitórias consecutivas.

Machado, que diz ter muita consideração por Nuno Espírito Santo, pois foi seu jogador, ainda muito jovem, diz estar "preparado para os problemas que o FC Porto irá criar", prometendo, da mesma forma, "criar dificuldades ao adversário".

Respondendo às palavras do portista Marcano, que disse que a equipa quer dar "um murro na mesa", o treinador dos insulares foi taxativo: "Podem dar os murros que entenderem e tratarão das suas feridas como quiserem, porque o meu enfoque está no Nacional, e naquilo que a equipa será capaz de fazer, frente a um clube de maior dimensão, que luta pelo título e é uma equipa que não é fácil de ultrapassar", destacou.

"O FC Porto vem de um ciclo menos positivo de resultados e, com certeza, vem à Choupana no sentido de inverter a situação e entrar na senda do sucesso, mas o nosso papel passa por contrariar o adversário, tentando que essa recuperação que o FC Porto pretende encetar, seja adiada lá mais para a frente, com outro adversário", observou.

Falando da sua equipa, que vem de duas vitórias consecutivas, Manuel Machado deposita grande confiança no “bom lote de jogadores [do Nacional], muito acima das duas últimas duas épocas”, mas sublinha que “houve 16 alterações na equipa, que é muito jovem”.

“Leva o seu tempo até chegarmos ao sucesso que pretendemos. Já melhorámos um pouco e espero agora a consolidação, para nos enquadramos nos nossos objetivos, que passam por chegarmos a uma posição que nos permita integrar uma prova europeia na próxima época", admitiu o técnico nacionalista.

Machado afirmou ainda que tudo o que disse contempla uma vitória frente ao FC Porto, no sentido de alcançar a consolidação espera, apesar da muita concorrência que o Nacional enfrenta, incluindo, segundo o técnico, Vitória de Guimarães, Sporting de Braga, Rio Ave, Belenenses e Arouca.

Comentando os dois triunfos consecutivos do Nacional, frente a Marítimo e Feirense, depois de quatro derrotas no arranque do campeonato, Manuel Machado considerou que “nada mudou”.

“É o resultado da qualidade que a equipa tem coletivamente e da minha atenção e conhecimento individual de cada jogador e também da adaptação aos novos métodos por parte dos jogadores", afirmou.

Para a receção aos portistas, o técnico tem seis ‘baixas’ e, por isso, reconhece que não terá grandes soluções, além do ‘onze'. “Mas estamos confiantes e queremos vencer, sabendo que um mínimo erro ou uma falha individual poderá causar uma inversão no objetivo que temos de ganhar este jogo”, sublinhou.

Manuel Machado desvalorizou o desgaste físico dos portistas resultante do jogo de terça-feira frente aos ingleses do Leicester, na Liga dos Campeões, considerando que “fisicamente o FC Porto está recuperado da jornada europeia”.

“É uma equipa com muitas soluções e em todos os campeonatos, menos em Portugal, as equipas jogam a meio da semana. Já em termos emocionais e níveis de confiança, não será bem assim, porque é sempre melhor ganhar do que perder. Estariam mais confortáveis se estivessem a trabalhar sobre uma vitória", completou.

O Nacional, 12.ª classificado, com seis pontos, e o FC Porto, terceiro, com 13, defrontam-se a partir das 20:30 de sábado, no Estádio da Madeira, no Funchal, com arbitragem de Luís Ferreira, da associação de Braga.

JOYF // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon