Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Narciso Miranda assume vereação em Matosinhos por "vocação" para o serviço público

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

O candidato independente à Câmara Municipal de Matosinhos Narciso Miranda, que foi derrotado pela Luísa Salgueiro do PS, revelou hoje à Lusa que vai assumir o cargo de vereador porque é um homem "vocacionado para fazer serviço público".

"Sempre assumi a plenitude das minhas responsabilidades ao longo da vida e, na vida pública, sempre assumi as minhas funções e compromissos com sentido de responsabilidade e humildade, é o que farei agora" afirmou.

No concelho de Matosinhos, as eleições autárquicas de 01 de outubro ditaram a vitória da candidata do PS, Luísa Salgueiro, com 36,32% dos votos e cinco mandatos, seguindo-se pelo independente Narciso Miranda com 16,16% dos votos e dois mandatos.

Não obtendo maioria, Luísa Salgueiro terá de fazer um acordo com a oposição para conseguir estabilidade governativa, mas até agora ainda não revelou com quem se irá coligar.

Narciso Miranda, que liderou o município pelo PS entre 1977 e 2005, referiu que nasceu "vocacionado para fazer serviço público", sublinhando que é "tão importante" ser presidente de câmara como vereador porque quer um, quer outro tem como missão "servir as populações".

"Ser presidente de câmara é servir, ser vereador também é servir, logo a minha vida é servir", frisou.

E acrescentou: "é tão importante ser primeiro-ministro como vereador, é tão importante ser vereador como ser membro do executivo de uma junta de freguesia, é tão importante ser membro de uma junta de freguesia como ser presidente de câmara, o grau de responsabilidade é que pode ser diferente".

Na opinião de Narciso Miranda, desde que a pessoa saiba assumir as suas responsabilidades de "espírito aberto" o cargo é pouco importante.

Questionado sobre como será como vereador, Narciso Miranda foi perentório em dizer que será um vereador "igualzinho" ao cidadão que foi presidente de câmara, que foi secretário de Estado e que foi vice-presidente, ou seja, um cidadão comum que é responsável e que olha as coisas de forma pragmática.

"Fá-lo-ei com sentimento de responsabilidade sem qualquer espírito de que é importante fazer oposição ou fiscalizar, fá-lo-ei com sentido de missão", sustentou.

Já quanto à sua continuação na vida política, Narciso Miranda realçou que vai continuar na vida pública porque é um homem que nasceu e cresceu na vida pública e a prestar serviço público, sendo com muito orgulho que olha para o serviço que prestou ao longo de 40 anos.

"Sou um homem que gerou projetos de luta contra a pobreza e que se orgulha de dizer que gerou o trabalho necessário para combater as barracas, sou um homem que está preparado para todo o serviço público e para servir os outros", vincou.

A cerimónia de instalação dos Órgãos Municipais eleitos para o mandato 2017-2021 decorre no sábado, pelas 10:30.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon