Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Navio-hospital chinês em Luanda para prestar serviços médicos gratuitos a angolanos

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/10/2017 Administrator

O navio-hospital "Peace Ark", da Marinha da China, iniciou quinta-feira, no porto de Luanda, a sua primeira passagem por Angola, prevendo prestar, durante uma semana, serviços médicos gratuitos a cerca de 500 angolanos.

Segundo informação oficial distribuída à imprensa na visita ao navio, a embarcação, com 178 metros de comprimento e uma área total de 4.000 metros quadrados, tem oito salas para cirurgias e 300 camas para internamento, contando com 115 profissionais de saúde a bordo.

Desde 2008 já passou por outros 34 países, em missões de assistência médica e humanitária.

De acordo com Guan Bailin, comandante daquele navio do Exército de Libertação Popular chinês, esta missão visa igualmente reforçar as relações entre a China e Angola.

Depois de deixar Luanda, o "Peace Ark" tem passagem prevista por Moçambique e pela Tanzânia.

A bordo do navio funcionam ainda salas de raios x, uma unidade de cuidados intensivos com 20 camas, salas para exames ginecológicos, serviços dentários e até de medicina tradicional chinesa, além de um helicóptero para evacuação.

Só entre 2010 e 2015, em missões na Ásia, África, Américas e Oceânia, o "Peace Ark" prestou serviços médicos e de apoio humanitário a 120.000 pessoas, em 29 países.

Durante a estadia em Luanda estão ainda previstas ações conjuntas com a Marinha e médicos angolanos, para troca de experiências.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon