Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

NBA: Hayward vai mesmo para os Celtics e o salário é astronómico

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/07/2017 Hugo M. Monteiro
© EPA/GEORGE FREY

Segundo a imprensa estrangeira, Hayward vai assinar um contrato por quatro anos, no valor de 145 milhões de dólares (cerca de 128 milhões de euros).

Gordon Hayward, que se tornou um jogador livre depois de terminar contrato com os Utah Jazz em junho, anunciou esta quarta-feira que assinou pelos Boston Celtics.

"Depois de sete anos em Utah, decidi juntar-me aos Celtics", escreveu Hayward, o melhor marcador dos Jazz, num artigo publicado no site Players's Tribune.

Hayward explicou que tomar a decisão de deixar os Jazz, que representava desde 2010, "foi a mais difícil" que tomou na vida, depois de ter passado "o fim de semana mais longo" da sua carreira.

Segundo a imprensa estrangeira, Hayward vai assinar um contrato por quatro anos, no valor de 145 milhões de dólares (cerca de 128 milhões de euros).

Desta forma, Hayward - que terminou a última temporada com uma média de 21,9 pontos, 5,4 ressaltos e 3,5 assistências, em 73 jogos - vai reencontrar o treinador Brad Stevens, que orientou o extremo no campeonato universitário, com a camisola da Universidade Butler, de Indianápolis.

"Já passaram vários anos, mas lembro-me que partilhávamos o mesmo objetivo: conquistar títulos", destacou Hayward, sobre o reencontro com Brad Stevens.

Na época que terminou, os Utah Jazz alcançaram pela primeira vez, desde 2010, o apuramento para os play-offs.

Depois de superarem na primeira ronda os Los Angeles Clippers, por 4-3, os Jazz foram afastados (0-4) pelos Golden State Warriors, que viriam a sagrar-se campeões.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon