Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Neonatologia do Hospital das Caldas da Rainha equipado com serviço Baby Care

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/07/2017 Administrator

O Centro Hospitalar do Oeste divulgou hoje o novo serviço Baby Care, que permite aos pais dos bebés internados no serviço de Neonatologia das Caldas da Rainha acompanharem os filhos, via internet, 24 horas por dia.

Das dez camas e berços existentes no serviço, oito estão atualmente "equipadas com câmeras de vídeo, ligadas a um servidor de IP, que permite aos pais verem em casa, no computador, a incubadora onde se encontra o bebé", explicou à Lusa Alcina Sousa, enfermeira chefe da Neonatologia no Hospital das Caldas da Rainha.

O acesso é feito através de uma palavra-passe atribuída pelo hospital a cada incubadora e que "é alterada sempre que a mesma é ocupada por um novo bebé", acrescentou.

O serviço é disponibilizado gratuitamente aos pais, mantendo-se as câmeras ligadas ao longo de todo o período de internamento dos bebés e sendo a imagem "tapada apenas quando são feitos processos invasivos ou cuja visão possa perturbar os pais", disse a mesma responsável.

O serviço Baby Care foi instalado pela Fundação PT (Portugal Telecom), no âmbito da "estratégia de responsabilidade social da empresa" que, segundo a presidente, Graça Rebocho, "faculta esta tecnologia a todos os hospitais públicos que o solicitem".

No caso do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) o serviço representou um investimento de oito mil euros e foi o 10.º a ser instalado a nível nacional e o primeiro na zona centro do país.

Desde 2002, ano em que o primeiro Baby Care foi instalado na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, a Fundação PT já disponibilizou um total de 100 câmeras de vídeo que, de acordo com Graça Rebocho, "serviram cerca de 1.500 famílias".

O CHO foi criado no dia 1 de outubro de 2012, resultado da fusão hospitalar do antigo Centro Hospitalar do Oeste Norte e do antigo Centro Hospitalar de Torres Vedras e integra os hospitais das Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras.

Serve uma população de mais de 300 mil habitantes dos concelhos das Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estevão das Galés e Venda do Pinheiro).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon