Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"No papel, Portugal deve ganhar com facilidade..."

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/06/2017 Hugo Monteiro

Selecionador da Nova Zelândia afirmou que os seus jogadores não vão ter qualquer receio em defrontar Portugal, uma equipa de "classe mundial".

O selecionador da Nova Zelândia afirmou que os seus jogadores não vão ter qualquer receio em defrontar Portugal, uma equipa de "classe mundial", e prometeu dificultar a tarefa da formação lusa na Taça das Confederações de futebol. "Estamos ansiosos. Estaremos preparados. Posso garantir que cada jogador vai dar tudo. Vamos ser corajosos. Nenhum dos meus jogadores se sente amedrontado", afirmou Anthony Hudson, na véspera do embate com a equipa das quinas.

O treinador inglês falava aos jornalistas no Estádio Krestovsky, em São Petersburgo, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da terceira e última jornada do Grupo A. "Portugal é campeão europeu, tem um grande treinador que sabe que não vai ser fácil jogar contra nós. Depois deste jogo e depois desta competição, as equipas vão começar a olhar para nós com mais respeito", disse o técnico de 36 anos.

Para Hudson, com a organização e a mentalidade certa, a Nova Zelândia pode surpreender e tentar tirar pelo menos um ponto do jogo com a seleção portuguesa, algo que esteve perto de acontecer frente ao México (derrota por 2-1). "No papel, mesmo com as mudanças que Portugal possa apresentar no onze, devem ganhar com facilidade. Queremos responder a isso. Isso motiva-nos. Queremos mostrar que as pessoas estão erradas. Queremos ganhar", frisou.

O selecionador dos neozelandeses, que pegou na equipa em 2014, considerou que Cristiano Ronaldo é, atualmente, o melhor jogador do mundo, mas não único de "classe mundial" da formação portuguesa. "Tira-se o Ronaldo e Portugal continua a ter grandes jogadores. Estes jogos são bons para nós. Estou confiante na minha equipa. Temos crescido muito nos últimos meses e vamos complicar a vida a Portugal", referiu.

Na Nova Zelândia, Hudson é comparado muitas vezes na imprensa local a José Mourinho, algo que o inglês desvaloriza. "Gostava de ter os títulos deles e também a conta bancária. Isso foi algo que alguém mencionou há uns anos e pegou. Não dou valor. Não quero ser comparado a ninguém", confessou.

Chris Wood, a estrela na Nova Zelândia, esteve também presente na conferência de imprensa e afirmou que vai ser uma "grande experiência" defrontar uma equipa do nível de Portugal. "Seleção fantástica com jogadores fantásticos. Podemos causar problemas, temos qualidade para isso. Estamos muito motivados", disse o avançado do Leeds United, que foi na última época o melhor marcador do segundo escalão inglês (Championship).

© SRDJAN SUKI/EPA

No Grupo A, Portugal está no segundo lugar com quatro pontos, atrás do México, que também tem quatro, mas com mais um golo marcado. A Rússia segue com três, enquanto a Nova Zelândia não tem nenhum.

O Nova Zelândia-Portugal está agendado para as 18:00 (16:00 em Lisboa) e terá arbitragem do norte-americano Mark Geiger.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon