Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"No Real Madrid não tiveram o mínimo de delicadeza comigo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/10/2017 Francisco Sebe

Vicente Del Bosque admite alguma mágoa pela forma como deixou o emblema "merengue", após 36 anos de ligação ao clube.

Vicente Del Bosque levantou o véu sobre a sua longa carreira de treinador, que terminou em 2016, logo após a eliminação da Espanha do Euro'2016, e falou sobre alguns temas mais polémicos, como a sua saída do Real Madrid, em 2003. O ex-selecionador espanhol admitiu ter ficado "magoado" com as palavras de Florentino Pérez, na altura.

© Gustavo Bom/Global Imagens

destaquenaoperca8829509

"Não tiveram categoria para despedir uma pessoa que tinha estado ligada ao clube durante 36 anos. Sei que as despedidas são sempre muito difíceis e complicadas, mas há casos e casos. Tentaram remendar o que estava mal, mas ainda fizeram pior. Não tiveram o mínimo de delicadeza comigo. Doeu-me muito, mesmo. (...) Não queria homenagens nem brincadeiras, mas queria a normalidade devida a um homem que fez muito pelo clube e que lhe foi sempre fiel", atirou Del Bosque, em entrevista à TV3.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon