Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Nova estrada de Mondim de Basto custa 8ME e responde a reivindicação antiga

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/09/2017 Administrator

A empresa Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou hoje o lançamento do concurso para a ligação rodoviária de Mondim de Basto a Celorico de Basto, um investimento de oito milhões de euros que dá resposta a uma reivindicação antiga.

A variante à Estrada Nacional 210 é reivindicada há muitos anos pela população de Mondim de Basto para "desencravar" este município do distrito de Vila Real.

Em comunicado, a IP refere que a empreitada representa um investimento de oito milhões de euros e tem um prazo de execução de 720 dias.

A intervenção rodoviária interfere com duas estradas nacionais, no início da obra com a EN210 e com troços da EN 304, e possui um desenvolvimento total de 3,6 quilómetros.

No que respeita a obras de arte, serão construídas duas pontes - uma sobre o rio Veade e outra sobre o rio Tâmega - e ainda uma passagem superior e uma passagem inferior.

A construção desta ligação era uma das contrapartidas que a EDP deveria dar ao município pela Barragem do Fridão e cujo processo está suspenso por decisão do governo de António Costa.

Em 2010, chegou a ser assinado um protocolo entre a EDP, a então Estradas de Portugal (agora Infraestruturas de Portugal) e o município de Mondim de Basto, que assegurava a concretização desta estrada até Celorico de Basto.

O projeto foi este ano assumido pela Infraestruturas de Portugal (IP) e a obra vai ser comparticipada pela IP, a EDP e o município.

Mondim de Basto é um concelho de fronteira entre Trás-os-Montes e o Minho e está relativamente perto de duas autoestradas, a A7 e a A4, não possuindo, no entanto, nenhum acesso direto a estes eixos rodoviários principais.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon