Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Novo líder parlamentar do PSD promete "oposição de combate"

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/07/2017 Administrator

O novo líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, prometeu hoje que a bancada social-democrata continuará a fazer "uma oposição de combate", mas sobretudo construtiva, para demonstrar "que há alternativas".

Hugo Soares foi hoje eleito líder do grupo parlamentar do PSD, com 85,4% de votos, correspondentes a 76 votos favoráveis, 12 votos brancos e um nulo, uma percentagem ligeiramente abaixo da primeira eleição do seu antecessor, Luís Montenegro, que em 2011 conseguiu 86% dos votos.

Numa curta declaração aos jornalistas, sem responder a perguntas, Hugo Soares agradeceu a "clara confiança" do grupo parlamentar e de todos os deputados "que reafirmaram a união e coesão do grupo parlamentar do PSD".

"Este grupo parlamentar continuará a apresentar um projeto alternativo ao país e vamos continuar a denunciar aquilo que é um primeiro-ministro que foi uma ilusão e é hoje um chefe de governo de desilusão", afirmou.

Hugo Soares prometeu ainda que a sua bancada fará "uma oposição de combate, mas sobretudo uma oposição construtiva, demonstrando mais uma vez ao país que há alternativas para construir um país bem melhor".

De acordo com informação oficial da bancada do PSD, votaram os 89 deputados do grupo.

Hugo Soares, que era candidato único, sucede na liderança da bancada social-democrata a Luís Montenegro, que já não se podia recandidatar por ter atingido o limite de três mandatos.

Luís Montenegro exerceu funções de líder parlamentar do PSD desde junho de 2011, quando foi eleito com 86% dos votos, tendo sido sucessivamente reeleito em outubro de 2013, com 87% dos votos, e em novembro de 2015 com quase 98% dos votos, sempre sem oposição.

Hugo Soares terá doze vice-presidentes: José Cesário e Margarida Mano são as novidades em relação à anterior direção parlamentar, que se juntam aos já ?vices' António Leitão Amaro, Carlos Abreu Amorim, Miguel Santos, Adão Silva, Amadeu Albergaria, Luís Leite Ramos, Sérgio Azevedo, Berta Cabral, Nuno Serra e Miguel Morgado.

Foram eleitos secretários da direção Pedro Pimpão, Ângela Guerra (ambos transitam da anterior direção) e Clara Marques Mendes.

Hugo Alexandre Lopes Soares, 34 anos, é vice-presidente da bancada desde outubro de 2013. Advogado, ex-líder da JSD, foi eleito deputado por Braga pela primeira vez em 2011.

Na atual legislatura integrou, como coordenador do PSD, a Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco.

No âmbito desta comissão, Hugo Soares entrou em polémica com o presidente da Assembleia da República e chegou a acusar Ferro Rodrigues de colocar em causa "o regular funcionamento do parlamento" ao rejeitar o alargamento do objeto da comissão.

O atual 'vice' da bancada social-democrata destacou-se quando, no final de 2013, ainda líder da JSD, foi o primeiro subscritor de um referendo com duas perguntas, uma sobre coadoção e outra sobre adoção de crianças por casais do mesmo sexto, que foi aprovado no parlamento com os votos do PSD e a abstenção do CDS-PP, mas que depois foi declarada inconstitucional pelo Tribunal Constitucional, em fevereiro de 2014.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon