Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Nuno e o exemplo do Barça: "FC Porto nunca renuncia ao jogo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/03/2017 Hugo M. Monteiro

Na conferência de imprensa de antevisão ao duelo com a Juventus, o treinador do FC Porto garantiu que a equipa está em Turim para "competir".

© Fábio Poço/Global Imagens

Nuno Espírito Santo recusa cumprir calendário em Turim. Esta segunda-feira, na conferência de imprensa de antevisão à partida da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, diante da Juventus, o treinador do FC Porto utilizou o exemplo do Barcelona (que virou a eliminatória com o PSG) para ilustrar a vontade dos azuis e brancos à partida para o duelo de amanhã. "Para nós é diferente a situação que se passou na eliminatória entre o Barcelona e o PSG. Temos um adversário diferente, temos uma desvantagem no resultado e sabemos que defrontamos a Juventus, muito forte", assinalou Nuno, assegurando que os dragões "nunca renunciam ao jogo":

"O FC Porto nunca especula no jogo, tem é o seu plano para todos os jogos. Essa é a melhor maneira de passar informação aos jogadores e entrar em competição. Nunca renunciar. Há um espírito competitivo tremendo e é esse espírito que vamos tentar incorporar amanhã [terça-feira]. Vimos com muita vontade, vai ser difícil, mas não impossível", afirmou.

Questionado sobre o momento de forma de Yacine Brahimi, o técnico preferiu estender os elogios a todo o plantel:

"O momento [de Brahimi] é o mesmo que preconiza todos os jogadores do FC Porto: cem por cento motivado, 200 por cento concentrado".

Nuno falou ainda sobre a possibilidade de lançar Herrera e Corona no jogo, sendo que ambos os mexicanos ainda estão sujeitos a aprovação do departamento médico portista. "Em relação aos jogadores [Herrera e Corona], são duas situações distintas. A partir do momento em que os jogadores vêm com os outros, exceção feita ao Alex Telles, são possibilidades para jogar", concluiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon