Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

O preço de Dybala e a razão do contrato não ter cláusula de rescisão

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/05/2017 Alcides Freire
Football Soccer - Juventus v Crotone - Serie A - Juventus Stadium Turin Italy - 21/5/17Juventusâ? Paulo Dybala celebrates with the trophyReuters / Giorgio Perottino © Fornecido por O jogo Football Soccer - Juventus v Crotone - Serie A - Juventus Stadium Turin Italy - 21/5/17Juventusâ? Paulo Dybala celebrates with the trophyReuters / Giorgio Perottino

A estrela argentina da Juventus renovou em abril

O novo contrato de Dybala com a Juventus é válido até 2022 e foi assinado em abril. Apesar disso, não passa um dia sem que o argentino surja como fazendo parte da pista de compras de outro gigante do futebol europeu.

Ora, Giuseppe Marotta, diretor-geral da Juventus falou aos jornalistas e deixou um aviso aos eventuais interessados. "Dybala não tem preço", afirmou, explicando que o contrato assinado há cerca de dois meses levou em linha de conta o crescimento do jogador.

Muitos estranharam o facto do contrato, válido até 2022, não incluir qualquer cláusula de rescisão. Marotta explicou e deu um exemplo. "O valor de um jogador é avaliado no momento da venda. Três anos antes de vender Pogba, poderia ter dito que ele valia 60 milhões de euros, mas a verdade é que vendemos por 110. A cláusula é uma loucura, nunca farei isso", disse.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon