Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

O reforço do Paços de Ferreira que nasceu num campo de refugiados no Quénia

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/07/2017 Alcides Freire
© Fornecido por O jogo

Midtjylland, da I liga dinamarquesa, empresta o jovem de 21 anos aos pacenses, até final da temporada. As viagens para África ficam, assim, mais curtas para as doações de Awer Mabil

Awer Mabil será o novo nome que, esta manhã, constará do plantel do Paços de Ferreira, no dia de apresentação oficial dos jogadores. O extremo internacional sub-20 da Austrália foi anunciado de forma encriptada durante o jogo "sopa de letras" no Facebook do clube, desafiando os adeptos a decifrar de quem se trataria, mas a formalização da cedência pelos dinamarqueses do Midtjylland ficou reservada para hoje. O Paços de Ferreira será o terceiro clube europeu, depois de na época transata ter atuado no Esbjerg, também como emprestado, cumprindo 25 jogos e marcado quatro golos.

Aos 21 anos, Awer Mabil tem já uma longa história para lá dos relvados. Nascido no campo de refugiados de Kakuma, no Quénia, filho de sudaneses do sul, o destino transportou-o até à Austrália, sem, contudo, esquecer as raízes. O futebol abriu-lhe as portas a um mundo melhor e que faz questão de partilhá-lo com as crianças e jovens, cujos horizontes estão ainda confinados a tendas no meio de uma terra sem pátria. Em 2015, com o seu irmão Bul, juntaram-se à iniciativa da criação da fundação, sediada em Adelaide, Austrália, "Barefoot to Boots", literalmente em português significa dar chuteiras aos pés descalços. Mabil não se esqueceu da rudeza em andar ou correr no chão de areia em Kakuma e no mês passado deixou nos campos de refugiados do Quénia e do Uganda 600 quilos de chuteiras, mais de dois mil equipamentos informáticos e milhares de materiais de higiene básica. E nas vésperas do Natal do ano passado, Mabil doou duas incubadoras aos hospitais improvisados. Os bebés prematuros ou subnutridos ganharam assim a oportunidade de sobrevirem para poderem sonhar com uma vida melhor.

Awer Mabil chega a Paços de Ferreira, onde está outro internacional australiano, o central Dylan McGowan, para brilhar no ataque da equipa de Vasco Seabra. Se calhar, as próximas chuteiras a seguirem viagem para África serão as dos castores.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon