Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"O Sérgio Conceição pretende que os jogadores deem a vida no jogo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/06/2017 Alcides Freire

Otávio conversou em exclusivo com O JOGO e explicou o que os adeptos podem esperar do FC Porto com o novo treinador

Foi com um misto de otimismo e satisfação que Otávio recebeu as notícias de que em 2017/18 vai ter como treinador Sérgio Conceição. O médio não esquece o papel desempenhado pelo novo técnico dos dragões na sua afirmação no futebol português e, durante um tempo livre nas férias que está a gozar em Porto Alegre, conversou em exclusivo com O JOGO sobre esta contratação. Reconheceu que a exigência do treinador será grande, mas está convencido de que isso até poderá ser benéfico para a equipa azul e branca, que parte para a nova temporada com legítimas aspirações de conquistar um título que lhe escapa desde 2012/13. Se o vai conseguir, só lá para maio de 2018 será desfeita a dúvida. Mas a crença do brasileiro no sucesso é enorme.

Como recebeu a notícia da contratação de Sérgio Conceição?

Com naturalidade. Já o conheço de Guimarães, sei que é um bom treinador e tenho a certeza de que ajudará a nossa equipa a conquistar o título. Pela forma como trabalha, tenho a certeza de que todos os jogadores vão gostar. Sabemos que vamos ser "cobrados", mas isso também é bom. Até por isso tenho a certeza de que vai dar certo.

O que poderá o treinador acrescentar à equipa que faltou na época passada?

Muita coisa. Acho que na época passada demonstrámos bastante força, mas falhámos em alguns momentos; faltou-nos aquele golo quando não jogámos tão bem. Mas, com a força e a raça do Sérgio Conceição, não vamos desistir um minuto.

© Ivan Del Val/Global Imagens

Para os que vão trabalhar pela primeira vez com o treinador, o que destaca na forma como trabalha?

A exigência e a forma como vive o futebol. Ele tenta passar essa forma de trabalhar para a equipa e pretende que os jogadores deem a vida nos jogos. É uma pessoa com raça e transmite isso aos jogadores. Sempre disse que aprendi muito com ele. Principalmente aquelas questões mais táticas, como a marcação. Ele fez um bom trabalho no Vitória [de Guimarães], no Nantes e nos outros clubes por onde passou e, se conseguirmos fazer tudo o que ele pede, não tenho dúvidas de que correrá tudo bem.

O FC Porto mudou de treinador e os principais adversários não. Isso dificulta um pouco mais o objetivo de conquistar o título, pelo facto de ser necessário um período de aprendizagem dos processos do novo treinador, ou não afeta nada?

Não afeta nada. Tenho a certeza de que vamos aprender tudo o que há para aprender na pré-temporada e que vamos começar bem o campeonato. Se vamos ganhar? Eu acredito que sim, que é desta que vamos conquistar o título. O clube e os adeptos esperam por uma conquista há muitos anos e nós vamos fazer tudo para a conseguir.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon