Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

OE2018: Anúncio de Centeno sobre IRS "insuficiente" para Jerónimo

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/09/2017 Administrator

O secretário-geral do PCP classificou hoje como "insuficiente" a recente declaração do ministro das Finanças do Governo PS sobre o IRS, defendendo medidas adicionais para beneficiar os portugueses que "têm mais baixos rendimentos".

"É claramente insuficiente essa perspetiva. Consideramos que deve haver uma articulação em torno dos escalões do IRS, do abaixamento das taxas e também das deduções e o mínimo de sobrevivência como medidas que acabam por se refletir naqueles que têm mais baixos rendimentos", afirmou Jerónimo de Sousa.

O líder da Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas, ecologistas e independentes, respondia a jornalistas numa "arruada" na cada vez mais multicultural e interclassista rua Morais Soares, em Lisboa, juntamente com o cabeça de lista à Câmara Municipal da capital, o já vereador e eurodeputado João Ferreira, entre outros elementos e muitas dezenas de militantes, em campanha autárquica.

Mário Centeno assegurou no domingo que o Orçamento do Estado para 2018 (OE2018) vai contemplar um desagravamento fiscal para todos os escalões do IRS e sublinhou que a sobretaxa vai ser extinta no próximo ano.

"A redução da carga fiscal [em 2018] é uma certeza. Mais uma vez e pelo terceiro ano consecutivo. Especialmente na tributação sobre o trabalho", destacou o governante numa entrevista concedida à RTP1.

Para Jerónimo de Sousa, "aquele anúncio é uma proposta insuficiente e incompleta".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon