Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Oficial: Milan é chinês por 740 milhoes de euros

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/04/2017 Alcides Freire

O comprador comprometeu-se em aumentar "significativamente o capital e fornecer liquidez para fortalecer a estrutura financeira do Milan".

O Milan foi vendido ao Rossoneri Sport Investment Lux, um grupo de investimento chinês, por 740 milhões de euros, anunciou o antigo presidente do clube italiano de futebol Silvio Berlusconi.

O chinês David Han Li © FLAVIO LO SCALZO O chinês David Han Li

Ao logo dos 31 anos na presidência do emblema milanês, Berlusconi conquistou 29 troféus, entre eles oito campeonatos italianos, cinco Liga dos Campeões, cinco supertaças europeias, duas taças intercontinentais e um título mundial de clubes.

O líder do Rossoneri Sport Investment Lux é o empresário chinês Li Yonghong, que deverá ser nomeado presidente do Milan na sexta-feira, durante a Assembleia Geral do clube.

"Os termos do acordo são os mesmos que foram tornados públicos em agosto, que avaliavam o clube em 740 milhões de euros e identificavam, em 30 de junho de 2016, uma dívida de 220 milhões", refere o comunicado conjunto da Fininvest, de Berlusconi, e do Rossoneri Sport Investment Lux.

No mesmo comunicado é referido que foram ainda adicionados 90 milhõs para despesas operacionais desde julho do ano passado.

Ainda no mesmo comunicado, o comprador comprometeu-se em aumentar "significativamente o capital e fornecer liquidez para fortalecer a estrutura financeira do Milan".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon