Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

ONU confirma que equipa com observadores foi alvo de emboscada no sul da Colômbia

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/08/2017 Administrator

A Missão da ONU na Colômbia confirmou que uma equipa integrada por alguns dos seus observadores foi alvo de uma emboscada enquanto extraia explosivos de um esconderijo das Forças Armadas Revolucionárias Colombianas com a colaboração da guerrilha.

A equipa encontrava-se a trabalhar numa zona remota do município de Caloto, no departamento de Cauca, no sudoeste da Colômbia, quando ocorreu o ataque que deixou um polícia ferido, indicou, no domingo, a Missão das Nações Unidas num breve comunicado.

A informação do ataque foi avançada pelos 'media', com o canal televisivo Noticias RCN a indicar que os primeiros indícios apontavam para a possibilidade de ter sido cometido pela última guerrilha ainda ativa, o Exército de Libertação Nacional (ELN).

O ELN negou, entretanto, ser responsável pela emboscada, através do Twitter, e pediu mesmo uma investigação ao incidente.

O ELN encontra-se, desde fevereiro, a negociar com o Governo colombiano um acordo de paz semelhante ao concluído com as Forças Armadas Revolucionárias Colombianas (FARC).

Depois de recolher todas as armas dos quase 7.000 guerrilheiros das FARC, a Missão da ONU na Colômbia encontra-se a trabalhar na extração das armas e explosivos que se encontram em 779 esconderijos, com a colaboração de guerrilheiros das FARC e o apoio da polícia, que estabelece o perímetro antes do início de mais uma dessas operações.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon