Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

ONU "profundamente preocupada" com tortura e assassínios no Burundi

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/08/2017 Administrator

O Conselho de Segurança da ONU manifestou na quarta-feira "profunda preocupação" em relação às denúncias de tortura e assassínios no Burundi, bem como ao crescente número de pessoas em fuga, mais de 416 mil.

Uma declaração da presidência, aprovada na quarta-feira, reiterou a intenção do Conselho de Segurança de impor sanções contra quem "ameaça a paz e segurança do Burundi", no país e no estrangeiro.

O Conselho de Segurança da ONU afirmou estar "profundamente preocupado" com a situação política e o fracasso do Governo, que não aplicou uma resolução adotada no ano passado a pedir o destacamento de 228 polícias da ONU e monitores dos direitos humanos.

O Governo do Burundi recusou também o envio de cinco mil elementos de forças de manutenção da paz da União Africana.

O Burundi tem registado violências esporádicas desde abril de 2015, quando o Presidente Pierre Nkurunziza decidiu candidatar-se a um terceiro mandato, desencadeando uma onda de protestos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon