Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

OPEP prevê aumento de 1,29% da procura de petróleo em 2018

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/07/2017 Administrator

A OPEP divulgou hoje pela primeira vez cálculos para a procura mundial de petróleo em 2018, que apontam para um acréscimo de 1,26 milhões de barris por dia, ou 1,29%, para um total de 97,6 milhões de barris por dia.

Este aumento é ligeiramente inferior ao que se espera para este ano, de 1,27 milhões de barris por dia, ou 1,31%, para um total de 96,4 milhões de barris por dia, indica a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) no relatório mensal sobre o mercado petrolífero, hoje divulgado.

Os países em desenvolvimento serão responsáveis pela maior parte do aumento da produção em 2018, enquanto os países desenvolvidos, pertencentes à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) aumentarão o consumo em apenas cerca de 200.000 barris por dia, sublinham os analistas da OPEP.

O aumento do consumo em 2018 será coberto na maior parte por países alheios à OPEP, que aumentarão a produção em 1,14 milhões de barris por dia, com uma expansão da produção nos Estados Unidos, Brasil, Canadá, Rússia e Cazaquistão.

Em 2018 o aumento da produção será liderado pelos Estados Unidos, onde o petróleo de xisto continua em níveis máximos, com 860.000 barris adicionais por dia, seguido do Brasil, com 220.000 barris adicionais por dia.

Em sentido contrário, o México produzirá menos 170.000 barris por dia, segundo os cálculos publicados hoje pela OPEP.

Com estes dados, a OPEP prevê perder quotas de mercado em 2018 face a 2017.

"A procura de petróleo da OPEP em 2017 deverá atingir 32,3 milhões de barris por dia, traduzindo um aumento de 0,3 milhões de barris por dia face a 2016. Em 2018, a procura de petróleo da OPEP deverá cair para 32,2 milhões de barris por dia, menos cerca de 100.000 barris do que este ano", sublinha o relatório.

A expansão da procura de petróleo é sustentada pelo "sólido" crescimento económico mundial, que se prevê tanto este ano como no próximo, de 3,4%.

Este crescimento reflete, segundo os especialistas da OPEP, "um contínuo fortalecimento da recuperação, que se está a tornar mais equilibrada, com a estabilidade no mercado petrolífero com um elemento chave".

Os países industrializados deverão crescer 1,9% em 2018, abaixo dos 2% previstos para este ano.

Entre os países em desenvolvimento destaca-se o crescimento da Índia em 2018, com 7,5%, enquanto a China deverá avançar 6,2%.

A Rússia, com um crescimento estimado no próximo ano de 1,4%, e o Brasil, com 1,5%, deverão começar a recuperar depois da recessão, afirma a OPEP.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon