Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Oposição turca contesta referendo no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/07/2017 Administrator

O principal partido da oposição na Turquia requereu hoje ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos a impugnação do polémico referendo de abril que reforçou os poderes do Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Kemal Kilicdaroglu, líder do Partido Republicano do Povo (CHP), secular, assinou hoje o requerimento durante uma pausa da chamada "Marcha pela Justiça", uma caminhada de 425 quilómetros entre Ancara e Istambul, atualmente no 20.º dia, para protestar contra a condenação de um deputado do partido.

A marcha termina na sexta-feira.

O referendo constitucional, realizado em abril, foi vencido pelos apoiantes de Erdogan.

O CHP contestou os resultados, alegando irregularidades entre as quais a decisão da comissão eleitoral de considerar válidos boletins não carimbados, contrariamente ao que diz a lei.

A decisão de recorrer ao tribunal de Estrasburgo foi tomada depois de decisões desfavoráveis dos tribunais turcos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon