Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Orçamento Participativo de Lisboa com 128 projetos em votação a partir de hoje

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

O período de votação do Orçamento Participativo (OP) de Lisboa abre hoje e decorre até 22 de novembro, sendo possível escolher entre 128 projetos, divididos entre "locais" e "estruturantes", anunciou hoje a Câmara Municipal.

A edição do OP 2017/2018 conta com 50 projetos "locais" e 78 "estruturantes", que se debruçam maioritariamente sobre reabilitação urbana e espaço público, infraestruturas viárias, desporto, mobilidade e transportes, estrutura verde, ambiente e energia, aponta o município.

Os números representam uma descida face aos projetos que foram postos a votação no ano passado: dos 182 projetos a votação, 106 entravam na categoria de "estruturantes" e 76 eram de âmbito "local".

A nona edição do OP mobilizou um recorde de mais de 51 mil votos, que deram a vitória a 17 projetos, entre os quais a criação de um jardim no Caracol da Penha e um pavilhão desportivo na freguesia de Carnide.

A 10.ª edição do OP de Lisboa recebeu 434 propostas, menos 100 do que no ano passado, que depois de analisadas pelos técnicos dos vários serviços camarários culminaram em 128 projetos postos a votação.

Os cidadãos podem votar em dois projetos (um "estruturante" e um local) enviando uma mensagem escrita (SMS) com o número do projeto escolhido para o número 4310; 'online', através do da página www.lisboaparticipa.pt; ou presencialmente, nos serviços municipais da Rua Nova do Almada, 53, ou nas sessões de apoio ao voto realizada para o efeito.

Entre os projetos a votação incluem-se, por exemplo, a criação da Rádio Escolar dos Olivais e de um Ecocentro no Parque das Nações, novos percursos cicláveis em diferentes freguesias da cidade ou um roteiro da calçada portuguesa.

A Câmara de Lisboa destina 2,5 milhões de euros para o Orçamento Participativo - um milhão para a execução dos projetos "estruturantes" (até 500 mil euros) e 1,5 milhões para os projetos "locais". Estes últimos repartem-se pelas cinco unidades de intervenção territorial de Lisboa (centro histórico, centro, oriental, ocidental e norte).

Pelo menos 12 iniciativas sairão vencedoras.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon